close
logorovivo2

INOVAÇÃO: Agricultores começam a investir na produção de inhame

Cerca de 30% do solo do município é montanhoso, porém produtivo

FOLHADOSULONLINE

16 de Novembro de 2018 às 17:16

INOVAÇÃO: Agricultores começam a investir na produção de inhame

FOTO: (Divulgação)

Dotado de uma beleza natural ímpar, a pequena Cabixi também tem se destacado com sua produção agrícola. Assim como nos demais municípios do Cone Sul, os grandes e os pequenos convivem lado ao lado no sistema de produção rural no município.



No entanto, ao contrário dos demais municípios da região sul de Rondônia, Cabixi, com 30 anos de emancipação, tem metade de sua população na zona rural. Pelo menos 45% dos moradores vivem (e produzem) no campo.



As três principais produções agropecuárias em Cabixi são, na seguinte ordem: o grão (soja e milho), o gado de corte e de leite, e o urucum. “Temos pelo menos 800 hectares de urucum no município, a maioria cultivados por pequenos proprietários”, disse o atual secretário de Agricultura e Pecuária de Cabixi e ex-vice-prefeito Marcus Martins (PT). 



A maior fábrica de processamento de urucum, em capacidade de instalação, também está em Cabixi. “Além de processar o produto do município, a fábrica também processa urucum de Corumbiara, de São Paulo e até da África”, disse o secretário de Agricultura.



O inhame também é um produto que começa a conquistar adeptos no município. Atualmente, cinco hectares do produto foram plantados, com incentivo pelo poder público municipal.



Cabixi tem, atualmente, 6.313 moradores, segundo o IBGE. A cidade fica a 40 quilômetros do majestoso rio Guaporé e tem 30% de seu território formado por solo montanhoso, porém produtivo. O município cabixiense faz divisas com os municípios de Colorado, Cerejeiras e com o Estado do Mato Grosso e a Bolívia.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS