close
logorovivo2

Rodolfo, ex-companheiro de ET no SBT, trabalha na roça enquanto não consegue voltar pra TV

O repórter, que se diz com depressão, agora encontra no trabalho do campo a única forma de esquecer os problemas.

DA REDAÇÃO

18 de Outubro de 2016 às 08:44

 Rodolfo, ex-companheiro de ET no SBT, trabalha na roça enquanto não consegue voltar pra TV

FOTO: (Divulgação)

Rodolfo Carlos, ex-companheiro de trabalho de ET no SBT, está trabalhando no cultivo de hortaliças orgânicas enquanto não consegue voltar para a TV.

O repórter, que se diz com depressão, agora encontra no trabalho do campo a única forma de esquecer os problemas.

Enquanto cultiva os vegetais, Rodolfo sonha em receber uma indenização milionária que move contra o SBT, onde trabalhou durante 12 anos.

"Estou trabalhando com a terra, pegando na enxada com orgulho. O SBT me mandou para a roça e eu gostei. Quando saio de lá, a tristeza chega", disse o jornalista.

"A minha saúde tá ruim, tô morrendo de tristeza. Meu pai está vencendo um câncer e temos poucas condições financeiras. Estou desesperado. Minha vontade é de me acorrentar na frente do SBT para protestar e chamar a atenção de Silvio Santos", disse.

Rodolfo briga na Justiça Trabalhista desde 2009, quando deixou a emissora. Em 2012, ganhou em primeira instância o direito de receber uma série de indenizações, como férias, 13º salário, Fundo de Garantia, aviso prévio e, principalmente, as diferenças decorrentes da redução de salário que sofreu, de R$ 34 mil em 2000 para R$ 5.000 em 2009. Somando tudo, são alguns milhões de reais.

Em abril desse ano a sentença foi confirmada em última instância pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho), mas o SBT vem protelando o pagamento com recursos processuais. "A gente aguarda agora o TST confirmar que o processo está transitado em julgado e ver se o SBT vai pagar ou entrar com novo recurso", afirma o advogado de Rodolfo, Ronaldo Sposaro Júnior.

Já o SBT não concorda com isso. "Ainda pende recurso extraordinário. Sequer o advogado do reclamante deu início à execução provisória da sentença, o que poderia antecipar os eventuais recebíveis", afirma a assessoria de imprensa da emissora.

Quem tem ajudado Rodolfo nesse momento é seu ex-patrão, Gugu, que agora está na Record. "Fiz mais de 30 exames, não tenho nada, amém. O Gugu me pagou todos exames. O médico falou que estou com vermes. Minha doença é depressão", explica.

Quando receber sua indenização do SBT, Rodolfo já sabe o que fazer com o dinheiro. "Há anos decidi trabalhar com a terra para plantar orgânicos. Espero receber daquela empresa e investir nisso. Um amigo engenheiro agrônomo me dá aulas. Vou plantar e colher, trabalhar na terra, já que ninguém quer fazer isso", finalizou.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS