close
logorovivo2

TARADO: Preso por zoofilia diz que “é melhor usar a cadela do que fazer coisa errada na rua”

Vizinhos filmaram o suspeito cometendo o estupro e acionaram a polícia

O LIVRE

16 de Maio de 2019 às 16:48

TARADO: Preso por zoofilia diz que “é melhor usar a cadela do que fazer coisa errada na rua”

FOTO: (Divulgação)

Um homem de 52 anos foi preso na última segunda-feira (13) depois de ser flagrado e filmado por vizinhos estuprando uma de suas cadelas de estimação. O caso aconteceu no Bairro Padre Onesto, em Primavera do Leste (250 km de Cuiabá, MT).

 

A Polícia Militar foi acionada pelos vizinhos, com a denúncia de maus-tratos a animais, visto que os moradores do bairro chegaram a filmar o suspeito praticando zoofilia com uma de suas cadelas.

 

Quando a equipe chegou ao local, o suspeito ainda estava estuprando a cadela de nome “Phoa” e foi preso imediatamente.

 

Questionado sobre o motivo de cometer zoofilia, o homem se justificou à equipe que atendeu a ocorrência dizendo que “é melhor fazer com a cachorra do que estar fazendo coisa errada na rua”, consta no boletim de ocorrência.

 

O suspeito possui um filho com problemas mentais e não tinha ninguém na casa para ficar com o menino. O Conselho Tutelar foi acionado e, até a chegada da conselheira, a criança ficou na casa de um vizinho.

 

O caso foi registrado como zoofilia.

 

Resgate

 

Assim que o caso foi descoberto por protetores de animais da cidade, várias pessoas se mobilizaram para resgatar a cadela estuprada e a outra que também pertencia ao suspeito.

 

Como o suspeito já havia sido preso em flagrante, na tarde da terça-feira (14) uma protetora cedeu a casa dela para que as duas cadelas fossem acolhidas e duas protetoras foram até a delegacia solicitar a guarda dos animais e o acompanhamento da Polícia Judiciária Civil, para que elas pudessem entrar na casa e retirar os animais.

 

Com a guarda e o mandado em mãos, e em companhia de uma equipe da polícia, as protetoras se direcionaram à casa. Segundo relato da ONG SOS Animais, o suspeito foi liberado logo após a prisão, ainda no mesmo dia, mas não estava em casa no momento em que as protetoras foram resgatar as cadelas.

 

A companheira dele, porém, estava na proximidade e recebeu a comunicação da retirada.

 

Conforme uma nota da ONG SOS Animais, os vizinhos relataram que as duas cadelas são mãe e filha e eram constantemente exploradas, sendo que a mais nova se tornou bastante agressiva e parece ter medo da aproximação de pessoas.

 

Foi preciso acionar o Corpo de Bombeiros para que as duas fossem resgatadas. Depois, ambas foram levadas para uma clínica e um veterinário irá emitir um laudo sobre as lesões encontradas nas duas e entregar para a polícia, com a intenção de ajudar nas investigações.

 

No momento, ainda conforme a ONG SOS Animais, as duas cadelas estão bem e seguras em um lar temporário. O suspeito, apesar de estar proibido de conviver com animais, irá responder pelo crime em liberdade, visto que é réu primário.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS