close

Sai edital com vagas para nível médio e superior de técnicos e analistas no TRE-PA

Saiu o edital do concurso TRE PA com três vagas para técnicos e analistas, que exigem os níveis médio e técnico, respectivamente

FOLHA DIRIGIDA

16 de Novembro de 2019 às 10:28

Sai edital com vagas para nível médio e superior de técnicos e analistas no TRE-PA

FOTO: (Divulgação)

Foi publicado o edital do concurso TRE PA, com vagas para técnicos e analistas, que exigem os níveis médio e superior, respectivamente. Além das três oportunidades imediatas, haverá formação para cadastro de reserva.

 

Para o cargo de técnico judiciário são oferecidas duas vagas para área administrativa, além das vagas para operação de computadores, em cadastro de reserva. Ambas exigem o nível médio completo.

 

Além dessas, há chances para as analista da área judiciária sem especialidade (uma), analista com especialidade em Psiquiatria (CR), analista com especialidade em Análise de Sistemas (CR) e analista judiciário da área administrativa (CR).

 

Para concorrer às vagas de analista da área judiciária é preciso ter graduação em Direito. Para analistas sem especialidades, são aceitas graduações em qualquer curso. As demais também exigem o nível superior, em suas respectivas áreas.

 

 

Baixe o edital completo do concurso

 

Inscrições do concurso TRE PA iniciam no próximo dia 18

 

A remuneração para técnicos do TRE PA é de R$8.501,45. Já para analistas, o salário é de R$13.365,38. Estão somadas às remunerações os valores do auxílio-alimentação, de R$910,08 e a Gratificação por Atividade Judiciária (GAJ).

 

Os servidores ainda terão direito ao benefício de assistência pré-escolar por dependente de até cinco anos, no valor de R$712,62. A carga de trabalho para todos será de 40 horas por semana, exceto os aprovados nas vagas para psiquiatra. Nesse último caso, a jornada de trabalho será de 20 horas semanais.

 

Os interessados no concurso poderão se candidatar a partir das 10h do dia 18 de novembro, no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), organizador. As inscrições ficarão abertas até as 22h o dia 17 de dezembro.

 

Para formalizar a candidatura será necessário efetuar o pagamento de uma taxa de inscrição. O valor é de R$55 para técnicos e R$70 para analistas. A taxa deverá ser apaga até o dia 18 de dezembro.

 

Inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e doadores de medula óssea poderão solicitar a isenção do pagamento. Os pedidos deverão ser feitos das 10h do dia 18 de novembro até as 17h do dia 20 do mesmo mês.

 

 

Concurso terá provas objetivas e discursivas

 

Todos os candidatos do concurso TRE PA serão avaliados por meio de uma prova objetiva, que terá caráter eliminatório e classificatório. A avaliação será composta por 80 questões, sendo 40 de disciplinas de Conhecimentos Gerais e 40 de Conhecimentos Específicos.

 

O exame está marcado para o dia 16 de fevereiro e será aplicado em dois turnos. Pela manhã os candidatos às vagas de analista terão quatro horas para responder as questões. À tarde, os inscritos nas vagas para técnicos terão três horas para realizar a prova.

 

A prova de Conhecimentos Gerais serão cobrados itens de Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa; Noções de Informática; Normas Aplicáveis aos Servidores Públicos Federais; Direito das Pessoas com Deficiência e Regimento Interno do Tribunal.

 

Para técnicos da área administrativa também haverá questões de Noções de Arquivologia. Já as questões de Conhecimentos Específicos vão variar de acordo com o cargo.

 

Os concorrentes terão até quatro horas para responder as questões. Os exames serão aplicados em dois turnos: manhã, para os candidatos às vagas de analista e tarde para técnicos.

 

As questões de Conhecimentos Gerais terão peso um e as de Conhecimentos Específicos peso três. Cada questão terá valor de 0,25 pontos, de forma que o total de pontos nos itens de Conhecimentos Gerais será 10 e de Conhecimentos Específicos, 30.

 

Serão aprovados os que alcançarem um mínimo de 60% das questões de cada uma das disciplinas. Ou seja, 24 acertos em cada uma.

 

Para os candidatos aos cargos de analista, em todas as especialidades, também será aplicada uma prova discursiva. Na avaliação, os candidatos deverão responder uma questão relacionada à disciplinas de Conhecimentos Específicos, redigida em no mínimo 20 e no máximo 30 linhas.

 

O exame terá peso dois e valerá até 10 pontos. A avaliação será realizada na mesma data e turno da prova objetiva.

 

 

Edital aponta estimativa de aprovados para cadastro

 

De acordo com o edital do concurso, serão, pelo menos, 350 aprovados para cadastro de reserva. Esses profissionais poderão ser convocados ao longo do período de validade do concurso, que será de dois anos, prorrogáveis por igual período.

 

O número é referente a quantidade de aprovados na prova objetiva. Ao todo, serão aprovados nessa fase os 250 primeiros colocados nas vagas para técnicos, contanto somente a ampla concorrência. Além desses, serão mais 350 entre os concorrentes às vagas de analista. No entanto, neste segundo caso ainda deverá ser avaliada a nota na prova discursiva. Confira:

 

  • Para o cargo de técnico judiciário – área administrativa (sem especialidade): 200 aprovados 
  • Para o cargo de técnico judiciário – operação de computadores: 50 aprovados
  • Para os cargos de analista judiciário – área judiciária (sem especialidade): 200 aprovados
  • Para os demais cargos de analista judiciário: 50 aprovados/cada

 

Os empatados na última posição serão incluídos na lista, de modo que o número de vagas para cadastro ainda pode aumentar. O fato de 2020 ser um ano eleitoral também aumenta as expectativas de chamadas de aprovados no concurso. Isso porque a intenção do tribunal é, justamente, reforçar seu quadro de pessoal para essa época.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS