close
logorovivo2

Comunidade rural de Porto Velho e Emater-ro promovem festa de vaquejada neste final de semana

Comunidade rural de Porto Velho e Emater-ro promovem festa de vaquejada neste final de semana

DA REDAÇÃO

19 de Outubro de 2007 às 12:31

Comunidade rural de Porto Velho e Emater-ro promovem festa de vaquejada neste final de semana

FOTO: (Divulgação)

A festa é uma iniciativa dos agricultores do Ramal São Domingos a 10 km de Porto Velho na outra margem do Madeira, com o apoio da Emater-RO. Eles querem incentivar em Porto Velho a prática esportiva típica do sertão nordestino. O inicio da competição está previsto para as 15 horas de sábado, e a noite a festa continua com o bailão rural. As provas de vaquejada recomeçam as 15 horas do domingo para definição dos campeões e entrega dos prêmios. A vaquejada nasceu como esporte nas pequenas fazendas, e engenhos do interior nordestino, no começo era praticado só pelos vaqueiros que criaram as regras usadas até hoje na maioria das competições. A prova de vaquejada é disputada em duplas de vaqueiros, mas o boi e os cavalos são personagens da competição com praticamente o mesmo nível de importância, porque não há vaqueiro bom se o cavalo for mal adestrado, e cada boi apresenta um nível diferente de dificuldade para derrubá-lo. A modalidade disputada em Porto Velho é conhecida como bolão, porque as duplas de corredores contribuem com uma taxa para compor um bolão que deverá fazer parte da premiação dos campeões. O parque de vaquejadas é composto de um brete, uma pista com piso de areia e uma faixa marcada para os vaqueiros derrubarem o boi dentro dela, além de um curral de espera. A festa de vaquejada de Porto Velho é o ponto culminante de um evento maior, batizado pelos organizadores de Primeiro Encontro dos Agricultores Familiares de Porto Velho. Durante o encontro estão sendo realizadas diversas práticas educativas de manejo de bovinos e ovinos, tudo com a orientação dos técnicos da Emater-RO. As mulheres agricultoras também participam do encontro. Durante toda a semana fizeram cursos de produção de queijos, iogurtes e bebidas lácteas oferecidos pela Emater-RO, que ainda trouxe do município de São Miguel do Guaporé a extensionista Silvana Aquino para ministrar um curso sobre o processamento da macaxeira, com trinta e duas receitas de derivados da raiz, que é o principal produto agrícola cultivado no entorno de Porto Velho. Toda a produção conseguida durante os cursos das mulheres será colocada para degustação dos visitantes da festa. É uma boa programação para quem gosta da vida ao ar livre, ou quer mostrar aos filhos uma faceta da cultura rural brasileira, diversão e comida boa não vão faltar, garantem os organizadores. Para chegar ao local é só seguir a BR 319 até o quilometro quatro e meio e então pegar a estrada do Jatuarana e seguir até o local da festa.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS