close
logorovivo2

HOMENAGEM – Vá em paz amigo e companheiro Pedrinho

HOMENAGEM – Vá em paz amigo e companheiro Pedrinho

DA REDAÇÃO

13 de Janeiro de 2013 às 21:28

HOMENAGEM – Vá em paz amigo e companheiro Pedrinho

FOTO: (Divulgação)

Tarde nublada 

 

Perdemos o professor mestre Pedro Vicente Lourensatto, carinhosamente conhecido como Pedrinho, faleceu ontem (12/1/2013) às 23h no hospital da Unimed em Porto Velho-RO. Ele foi acometido por esclerose (uma doença degenerativa), estava em Arapongas-PR, com a sua família, esposa e suas duas filhas e sua mãe. Desejou vir para Porto Velho, chegou nessa sexta-feira, 13/1, sendo recebido pelo amigo advogado Ernandes Segismundo e Luciana (esposa de Ernandes) e ex-aluna, veio de UTI no ar. Infelizmente não pude ver o amigo, pois faleceu nesse sábado e eu não sabia que se encontrava aqui. Quis morrer em Rondônia, Estado que escolheu para viver. 

 

Conheci o Pedrinho em 1979 em Santa Maria-RS onde estudava no Seminário Maior “Colégio Máximo Palotino”, por ocasião de um Congresso Internacional dos padres e irmãs Palotinos. Ele era seminarista palotino em Curitiba-PR. 

 

Quando cheguei em Rondônia em1983, fui trabalhar como professor no Colégio Carmela Dutra, e lá tive o prazer de encontrá-lo ministrando aula de filosofia, pois havia chegado em 1982, dai para frente enraizamos mais a nossa amizade. Com muita experiência educacional, na área de filosofia e ética, a nosso convite foi trabalhar na Universidade Federal de Rondônia (UNIR), no Departamento de Sociologia e Filosofia como professor colaborador onde eu já havia ingressado em 1987. Com a criação do Departamento de Filosofia ele permaneceu nesse departamento e eu no departamento de Ciências Sociais. 

 

O professor Pedrinho além de professor federal a disposição do Estado de Rondônia, trabalhou em várias instituições particulares, como Colégio Maria Auxiliadora, FARO e ultimamente ainda em condições físicas, ministrava aula de filosofia na Faculdade Católica de Rondônia (FCR), em Porto Velho, na qual ajudou a fundar. 

 

Na colação de grau da primeira turma de filosofia da Faculdade Católica fui homenageado, mas fiz questão de repassar essa homenagem ao colega Pedrinho, que na ocasião já se encontrava doente. Na ocasião, Dom Moacyr Grech fez uma oração que foi acompanhada por todos. 

 

Outro orgulho - era filiado ao PSOL -, na segunda vinda de Heloisa Helena a Porto Velho, ele gentilmente se dispôs a ser o seu motorista. 

 

Como ecologista me ajudou a arborizar a sede campestre da Associação dos Docentes da UNIR (ADUNIR). As primeiras flores dos ipês que plantamos, devem se chamar professor Pedrinho, melhor ainda, uma árvore de ipê amarelo levará o teu nome.  

 

O seu corpo está sendo velado no auditório da UNIR Centro onde participou de grandes debates. Viaja nessa segunda-feira, 14, para sua cidade natal, Arapongas-PR. Mas antes vamos fazer uma despedida com celebração de corpo presente às 8h. 

 

Vá em paz, amigo e companheiro. Você é daqueles poucos que Deus na sua misericórdia e bondade, cria. Você será sempre um exemplo de ética e de amizade.

 

 Adilson Siqueira de Andrade (professor do Departamento de Ciências Sociais da UNIR).

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS