close
logorovivo2

Trabalhadores em educação municipais decidem manter a greve em Porto Velho

Trabalhadores em educação municipais decidem manter a greve em Porto Velho

DA REDAÇÃO

28 de Maio de 2013 às 18:23

Trabalhadores em educação municipais decidem manter a greve em Porto Velho

FOTO: (Divulgação)

Reunidos em assembleia na tarde desta terça-feira (28/05) na Praça das Três Caixas D’Água, os trabalhadores em educação municipais de Porto Velho decidiram, por unanimidade, manter a greve que completou 22 dias.

“A decisão foi tomada pela categoria após uma avaliação das últimas rodadas de negociações, em que a prefeitura não cedeu um milímetro sequer”, disse o presidente do Sintero, Manoel Rodrigues da Silva.

Nas últimas tentativas de diálogo, por entenderem as dificuldades da administração municipal, os trabalhadores em educação flexibilizaram as reivindicações e apresentaram uma proposta intermediária.

A proposta elaborada pelos trabalhadores consiste na criação, através de Lei Municipal, de um Auxílio Educação no valor de R$ 200,00 para os professores e de R$ 170,00 para os Técnicos Administrativos, para funcionar como incentivo à formação continuada.

Levantamentos feitos pelo Sintero concluíram que a concessão desse auxílio custaria à prefeitura o valor de R$ 8 milhões durante 10 meses (de maio a dezembro de 2013).

A proposta foi encaminhada à prefeitura ainda na semana passada, mas o prefeito Mauro Nazif informou que não aceita qualquer situação diferente daquela já anunciada pela prefeitura, que seria um auxílio de 6% sobre o vencimento básico, o que representaria um acréscimo que varia de R$ 60,00 para os menores salários, a R$ 126,00, para os maiores salários, proposta já rejeitada pelos trabalhadores.

Os trabalhadores entendem que há falta de vontade e uma radicalização por parte da prefeitura, já que o atendimento da reivindicação seria possível através do remanejamento de recursos dos próprios 25% da educação, sem mexer na folha de pagamento.

Para a direção do Sintero, a prefeitura não está demonstrando disposição para resolver o impasse, ao contrário dos trabalhadores, que estão dispostos ao diálogo e até fizeram uma proposta inferior à pauta de reivindicações.

Diante da decisão da categoria de manter a greve por tempo indeterminado, o Sintero ampliará a estrutura a partir desta quarta-feira, quando novas estratégias de mobilização serão adotadas.

A concentração será mantida às 8 horas da manhã na Praça das Três Caixas D’Água, onde os trabalhadores se reunirão para adotar as novas estratégias.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS