close
logorovivo2

CENA DA CIDADE – Obra paralisada é risco de proliferação de dengue em Porto Velho

Uma lagoa de água parada e verde, pútrida, pode estar proliferando a criação do mosquito transmissor da dengue, próximo ao Palácio Rio Madeira, na Rua José Bonifácio, entre as Ruas Tabajara e Pio XII, no Bairro Pedrinhas.

DA REDAÇÃO

19 de Novembro de 2013 às 16:40

CENA DA CIDADE – Obra paralisada é risco de proliferação de dengue em Porto Velho

FOTO: (Divulgação)

Uma cena chocante e lastimável chama a atenção de moradores e pessoas que moram em prédios circunvizinhos de uma obra paralisada próximo ao Palácio Rio Madeira, na Rua José Bonifácio, entre as Ruas Tabajara e Pio XII, no Bairro Pedrinhas. Uma lagoa de água parada e verde, pútrida, pode estar proliferando a criação do mosquito transmissor da dengue.

O caso é sério e coloca em risco a comunidade no entorno do local.

Vale ressaltar que hoje (19) o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, divulgou o novo mapa da dengue no país,quando participou do lançamento da campanha de mobilização contra a doença.

Os dados – colhidos do Levantamento Rápido e Índice para Aedes Aegypti - apresentados são assustadores, pois o mapa coloca 157 municípios em situação de risco e outros 525 em estado de alerta.

Infelizmente as três capitais apontadas pelo ministro com alta situação de risco são: Cuiabá, Rio Branco e PORTO VELHO. Outras 11 que apresentam situação de alerta são: Boa Vista, Manaus, Salvador, Fortaleza, São Luís, Aracaju, Cuiabá, Rio de Janeiro e Vitória.

Dos números apresentados ainda, sete cidades não apresentaram os resultados da pesquisa e as outras capitais têm níveis considerados satisfatórios.

É aguardado que, no caso da obra paralisada na capital onde se criou a lagoa de criadouro do mosquito se tome providências urgentes das autoridades municipais competentes, no caso a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMA).

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS