close
logorovivo2

Fundação Cultural de Porto Velho terá nova sede

Fundação Cultural de Porto Velho terá nova sede

DA REDAÇÃO

11 de Agosto de 2014 às 11:00

Fundação Cultural de Porto Velho terá nova sede

FOTO: (Divulgação)

A Fundação Cultural do Município de Porto Velho (Funcultural) vai mudar de endereço até ao final deste mês. A nova sede será instalada num terreno de 740 m2 de área, localizado à Rua Dom Pedro II com Avenida Elias Gorayeb. De acordo com informações repassadas pelo vice-presidente, Marcos Nobre, ao longo dos seus dezoito anos de existência, a instituição nunca pôde contar com uma estrutura desse porte para ofertar seus serviços à população.

Segundo Nobre, a atual sede está instalada num pequeno prédio junto à Secretaria Municipal Extraordinária de Programas Especiais (Semepe). Os dois segmentos passam por dificuldades relativas à exiguidade de espaço para suas repartições. “Temos dezesseis funcionários que trabalham em divisões distintas, mas ocupam as mesmas poucas salas. Não podemos expandir nossas atividades e ainda impedimos a expansão da Semepe”, explicou.


A nova sede contará com uma ampla casa de dois andares e uma área coberta de 90 m2, onde poderão ser feitas oficinas de teatro, cursos de capacitação e mostras culturais, entre outras atividades. “Queremos montar uma espécie de centro cultural municipal onde poderemos tanto oferecer capacitação às pessoas que trabalham com projetos culturais como realizar efetivamente atividades para serem apreciadas pela população”, informou o vice-presidente.

O imóvel está sendo alugado ao valor mensal de seis mil reais, o que Marcos Nobre considera ser um contrato vantajoso para o município. “É vantajoso, em primeiro lugar, porque a Funcultural e a Semepe passarão a gozar de mais espaço para reestruturar suas atividades, também o aluguel daquela área é avaliado em mais de dez mil reais e nós conseguimos baixar o valor, contudo, é principalmente vantajoso pelo fato de que pela primeira vez a Funcultural poderá contar com estrutura não apenas para realizar serviços burocráticos, mas para atuar com capacitação e formação de agentes culturais e ofertar aos artistas locais uma casa que os acolha melhor”, destacou.

Além da mudança de sede, a Funcultural também está reestruturando seu corpo técnico. Sem haver ampliação do quadro de servidores novos funcionários adentraram ao corpo técnico, trazendo mais formação e experiência nas áreas de contratos, projetos e convênios. “Tivemos que substituir alguns funcionários, porque estava fazendo muita falta uma maior qualidade técnica em certas áreas específicas. Nós queremos fomentar novos projetos e acessar convênios com instituições públicas e privadas para apoio aos artistas locais, também precisamos investir na formulação de leis de incentivo à cultura, enfim, temos muito a avançar e precisamos de uma equipe capacitada para nos ajudar nisso”, observou Nobre, ressaltando ainda que dentro do conjunto de mudanças, a Funcultural terá também que investir na aquisição de novos equipamentos, mobiliário e de veículos para atender suas necessidades. “Ainda temos que dar esses passos para uma grande reformulação da Funcultural. Para que isso aconteça, vamos precisar também da ajuda de parceiros, como ONGs e outras instituições que lidam com a cultura em nossa região. Estamos confiantes de que o município será muito beneficiado com a revitalização da Funcultural”, finalizou.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS