close

Investigação que levou ex-secretários à prisão aponta outros crimes na prefeitura

Investigação que levou ex-secretários à prisão aponta outros crimes na prefeitura

DA REDAÇÃO

12 de Julho de 2016 às 08:19

Investigação que levou ex-secretários à prisão aponta outros crimes na prefeitura

FOTO: (Divulgação)

O despacho do desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia (TJ-RO), Renato Martins Mimessi, dá um novo ângulo para as investigações provenientes da Operação “Tríade”, da Polícia Civil, a qual investiga possível esquema de corrupção na prefeitura de Vilhena.

De acordo com o despacho, datado do dia 6 de julho deste ano, as investigações da Polícia Civil de Vilhena iniciaram no sentido de apurar denúncias relativas a possíveis crimes contra a administração pública.

Entretanto, ainda de acordo com o despacho, o Ministério Público (MP) aponta dentro das investigações fortes indícios de outros crimes.

VEJA TAMBÉM:

Polícia Civil deflagra Operação Tríade

Dentre eles estão associação criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica, fraudes às leis de licitações, peculato, dentre outros.

Em decorrência das novas acusações, o desembargador aceitou o pedido de declínio de competência em relação ao caso.

O desembargador determinou que os autos das investigações sejam encaminhados à Procuradoria-geral de Justiça para continuidade dos trabalhos.

PRESOS

Os ex-secretários municipais, Elizeu Lima, Bruno Pietrobon, Luiz Serafim, Severino Miguel Junior, e Gustavo Valmórbida, além do ex-servidor comissionado, Nicolau Junior de Souza, o empresário Fausto Moura, e do ex-diretor do SAAE, Josafá Lopes Bezerra foram presos pela Polícia Civil apontados como envolvidos nas denúncias.

Os investigadores da força policial dizem, ainda, que há indícios que podem inserir o prefeito Zé Rover (PP) na lista de investigados.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS