close

Assembleia aprova projeto que cria o Dia da Mulher Negra

Assembleia aprova projeto que cria o Dia da Mulher Negra

ALE/RO

27 de Abril de 2018 às 14:43

Assembleia aprova projeto que cria o Dia da Mulher Negra

FOTO: (ALE/RO)

Os deputados estaduais aprovaram em sessão ordinária, o Projeto de Lei 893/2018 de autoria do Poder Executivo que institui, em âmbito estadual, a data de 25 de julho, como marco à memória de Tereza de Benguela e o Dia da Mulher Negra, na representação da mulher negra e como reconhecimento à Rainha Tereza, símbolo de luta e resistência.

 

O projeto ressalta a importância e contribuição das mulheres negras ao país e que “reconhecer a importância de sua presença nos diversos espaços e áreas da sociedade significa avanços social e politicamente", afirma o projeto.

 

Tereza de Benguela viveu no Quilombo de Quariterê o qual se estabelecia no Vale do Guaporé, antigo território de Mato Grosso e foi considerada sua principal representante e comparada ao líder negro Zumbi dos Palmares, pois atuou com mão de ferro para manter o grupo unido e resistir, por décadas, aos conflitos e ataques sofridos pelo agrupamento.

 

No final do século XVIII foi capturada por soldados do antigo regime e, posteriormente, não resistiu à prisão e morreu.

 

Tendo o Estado como garantidor do pleno acesso aos meios, acervos e manifestações simbólicas de outras populações que formam o repertório da humanidade, o reconhecimento da data de 25 de julho como marco da memória e história de Tereza de Benguela na representação da Mulher Negra se coaduna aos esforços da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel) com a finalidade de resguardar e difundir todo o patrimônio histórico e cultural que envolve essa figura feminina, símbolo do movimento de resistência e liderança do Quilombo do Quariterê.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS