close
logorovivo2

PREJUÍZO ESCOLAR: Alunos sem merenda são dispensados duas horas antes na Escola João Bento

Uma das escolas estaduais de Porto Velho que é conhecida por ser referência de ensino, não tem merenda escolar e alunos estão há quatro dias sendo dispensados antes do horário normal

RONDONIAOVIVO

19 de Fevereiro de 2019 às 17:16

 

Estudantes secudaristas da Escola Estadual Professor João Bento da Costa, localizada a avenida Jatuarana, Zona Sul de Porto Velho, procuraram o Rondoniaovivo para fazer uma denúncia sobre a falta de merenda na escola. A reportagem apurou que os alunos estão sendo dispensados duas horas antes do tempo normal, ou seja, cada aula que deveria ter 50 minutos, passou a ter 30 minutos, nos últimos quatro dias, pela falta de merenda na escola e com isso todos são dispensados.

 

 Com o prejuízo no tempo das aulas, aliado ao fato que a merenda é um direito   constituído, a reportagem ouviu os estudantes e pais de alunos, na hora da saída da escola. A escola João Bento é referência de ensino e aprovação de estudantes em testes vestibulares em vários locais do Brasil. Confira o vídeo da matéria:

 

 

EXPLICAÇÃO

 

A diretora da escola Leyde Ribeiro, que assumiu em janeiro a unidade de ensino, explicou que houve uma mudança na gestão de aquisição dos alimentos. A partir de agora passará por um pregão, e ai definir o fornecedor dos alimentos, o que não será de imediato. A diretora disse também, que outras escolas estão passando pelo mesmo problema, o que denota uma falha na gestão e transição dos governos, para o que assumiu em janeiro e deixou sem recursos as escolas.

 

A nova diretora informou também que a merenda que tinha na escola durou apenas quatro dias. Agora a previsão para definir os fornecedores de alimentos é para o mês de abril. Este tempo preocupa pais e alunos, pois temem ter o prejuízo de horas das aulas e muitos deles moram longe e dependem desta alimentação na escola para dar prosseguimento as suas atividades.

 

O ex-diretor Francisco Rodrigues Lopes, que esteve a frente da Escola João Bento nos últimos oito anos, disse que o Governo do Estado destinava uma verba para merenda em 12 parcelas, ou seja uma para cada mês. Para evitar a falta, a direção se planejava, para deixar dois meses de recuros assesgurados para poder adquirir os alimentos para os meses iniciais do ano letivo, e assim não deixar os alunos sem a merenda.

 

Nota da Seduc

 

 

A Coordenadoria Regional da Secretaria de Estado da Educação-CRE / Seduc de Porto Velho informa para  comunidade escolar da E.E.E.F.M João Bento da Costa que a 10 parcela da Merenda Escolar do recurso financeiro do  PNAE (Programa Nacional de Alimentação  Escolar) encontra-se na conta corrente da escola para as devidas providências.

 

A Seduc hoje pela manhã (19.02.2019)   entrou em contato com a atual Direção da escola  e foi informada que a licitação para compra da Merenda Escolar foi marcada para o dia 21.02.2019 (quinta-feira). A coordenadora de Educação de Porto Velho,  Paula  Fernanda Benarrosh, esclareceu que para o gestor ( diretor) fazer uso de qualquer recurso público dever ter Conselho Escolar instituído oportunizando a comunidade escolar participar ativamente e acompanhar   a aplicação dos recursos públicos. Sendo assim, o Conselho Escolar da Escola Estadual João Bento já  está sendo atualizado.

 

Vale ressaltar que o  Diretor da escola   integrará esse Conselho na função de Presidente Nato, de acordo com a Lei nº 3.018/13, no seu art. 14. A direção da E.E.E.F.M. João Bento da Costa foi portariada  recentemente, e está seguindo os  trâmites legais para executar o dinheiro público  de forma transparente, eficiente e dentro da legalidade.

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS