Está informação foi impressa no site

http://www.rondoniaovivo.com

23/11/2017 às 18:16h

Quinta-Feira, 27 de Outubro de 2011 às 14:35

EMPRESA FAMILIAR - Prefeito Roberto Sobrinho mantém empresa na sua residência, locação de caminhões também faz parte do negócio

 Nenhuma placa de identificação comercial na porta. Uma guarita e seguranças armados vigiam o local.
Uma firma estabelecida numa luxuosa casa em bairro nobre.  Nenhuma placa de identificação comercial na porta. Uma guarita e seguranças armados vigiam o local. Um suposto caso das chamadas “empresa de pasta”. Porém, com um agravante. O morador desta casa e dono da empresa é o prefeito de Porto Velho, psicólogo Roberto Eduardo Sobrinho, que abriu um negócio na sua residência, na rua George Resk, Jardim das Mangueiras, zona leste da capital.
Junho de 2010. Na presença de um contador, o prefeito de Porto Velho constituiu uma empresa voltada para 39 diferentes atividades econômicas. A firma caseira está apta a extrair madeira em florestas nativas, realizar transporte escolar, aluguel de palco para shows, construção de edifícios, construção de estações de redes de distribuição de energia elétrica e construção de redes de abastecimento de água e coleta de esgotos. E não para por aí.
O empresário Roberto Sobrinho também pode selecionar e agenciar mão de obra, pode vender produtos destinados a iluminação, vender produtos de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo, além de atividades agropecuárias.
Engana-se quem pensa que acabaram as aptidões e diversidade empresarial na empresa caseira de Sobrinho. Porque no seu estabelecimento comercial, Sobrinho também se propõe a executar pinturas de prédios, serviços de cartografia, topografia e geodésia, transporte rodoviário de mudanças e passageiros, além de locação de automóveis sem condutor.
 No contrato social, o prefeito Roberto possui a maioria das cotas, mas tem um sócio, seu filho Vitor com 10% das ações, onde juntos “tocam” a empresa VR Madeira Transportes Ltda. Uma empresa tipicamente familiar/residencial.
CAMINHÕES
 A VR Madeira Transporte comprou três caminhões zero quilometro da marca IVECO, modelo Eurocargo 260e25n, com caçamba agregada. Caminhões com valor acima dos duzentos e vinte mil reais a unidade
 Ainda em dezembro de 2010, pouco mais de 100 dias após ser declarada aberta pela junta comercial do estado, a VR Madeira Transporte comprou três caminhões zero quilometro da marca IVECO, modelo Eurocargo 260e25n, com caçamba agregada. Caminhões com valor acima dos duzentos e vinte mil reais a unidade, financiados pelo banco Bradesco.  Os veículos placas NEB – 0898, NEB – 0828 e NEB – 0788 também possuem no seu cadastro o endereço residencial de Roberto Sobrinho.
 Interessante que a empresa que detém capital de apenas 50 mil reais, com menos de 60 dias de instalada, conseguiu financiamento de cerca de 700 mil reais. Uma situação atípica para pequenos empresários com empresas residenciais.
Como no contrato social prevê a locação de veículos e os caminhões adquiridos enquadram-se no perfil padrão da frota que constrói a Usina de Santo Antônio, pode ser que Roberto Sobrinho detenha contrato com o consórcio construtor.
FILHOS EMPRESÁRIOS
Nesta empresa, o sócio administrador é o seu filho Vitor Sobrinho. Para conseguir  o suposto contrato com as Usinas do Madeira ou empresas diretamente ligadas ao empreendimento, o filho do prefeito pode ter se beneficiado do cargo político de seu pai, tipificado como tráfico de influência.
Outro filho de Roberto Sobrinho também partiu para o empreendedorismo. O jovem Bruno Sobrinho possui pequena participação num restaurante em Porto Velho. O primogênito do prefeito, enxergando uma oportunidade de negócio, também  conseguiu um financiamento bancário, fundando o Richard Gourmet, restaurante na praça de alimentação do Porto Velho Shopping. Apesar das altas taxas cobradas pela administração do condomínio do Shopping, Bruno vem guerreiramente conseguindo manter seu negócio com lucro expressivo.
O prefeito Roberto Sobrinho deve explicações públicas sobre a empresa que nem placa possui na porta.
Outros parentes do prefeito também são empresários de sucesso. Seu cunhado de pré-nome Iran é administrador da empresa que presta serviço de transporte escolar para o município.
EXECUTIVO
Ninguém tem dúvida que é um caso atípico o acima relatado. Um prefeito no exercício do mandato abre uma empresa na sua casa, com extensa lista de atividades econômicas. Logo de cara, consegue um financiamento bancário  que vem “casado” com um suposto contrato de trabalho.
O prefeito Roberto Sobrinho deve explicações públicas a comunidade e a classe política deste Estado, incluindo os vereadores e deputados sobre a empresa que nem placa possui na porta.
Aqui ninguém acusa Roberto Sobrinho e seu filho Vitor de alguma ilegalidade. Apenas chamamos a atenção para fatos atípicos e coincidentes na constituição de uma empresa comercial que esperamos esclarecer em entrevista exclusiva a ser marcada por sua assessoria de comunicação.

 

CONFIRA ABAIXO CONTRATO SOCIAL DA EMPRESA DO PREFEITO

Fonte: RONDONIAOVIVO