69 99353-3037 | 69 3225-5866

Logo Rondoniaovivo - Notícias, Classificados e Banco de Empregos de Rondônia

Domingo, 20 de Agosto de 2017


Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017 às 09:46 - Atualizado em Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017 às 16:33

69 99353-3037 COMUNICAR ERRO

Pesquisa mostra que 19% dos homens em Rondônia não assumem a paternidade


A Pesquisa Gravidez Indesejada no Brasil – Estatísticas, Motivos e Consequências, realizada pelo portal Trocando Fraldas com 12.000 brasileiras mostra que em casos de gravidez não-planejada, 11% dos pais não assumiram a paternidade. A pesquisa  mostra ainda que 56% das mães já engravidou sem planejamento e 60% porque não houve prevenção.

A rejeição da paternidade é maior está na região Norte, com 16%; já na região Sul é de apenas 7%.

Nos estados de Rondônia a fuga da responsabilidade paterna é de 19% . Na capital, Porto Velho,  o índice é de 10%. No Maranhão, a rejeição é de com 20%. No Rio Grande do Norte e Santa Catarina a taxa é a menor, mal chega a 7%.  Em São Paulo,90% dos homens assumem a paternidade, no e Rio de Janeiro, 91%.

Promundo

Em novembro de 2016, foi lançado o primeiro relatório Situação da Paternidade no Brasil pelo Promundo, o foco era reunir os principais estudos realizados nas últimas duas décadas para expor as evidências do impacto positivo do envolvimento do homem no papel do cuidado, principalmente no que se refere à saúde materno-infantil. Apesar de estudos significativos sobre o assunto, não há dados concretos sobre a situação da paternidade no Brasil.

Trabalho igualitário

 O relatório da Trocando Fraldas visa promover a discussão sobre quando público masculino se responsabiliza de forma igualitária pelo trabalho doméstico e de cuidado não-remunerado, abre espaço para que as mulheres possam desenvolver seu papel profissional, que de acordo com dados de 2012 do Banco Mundial, representa 40% da força de trabalho no mundo.

A discussão não está encerrada, a abordagem sobre o tema paternidade no Brasil tem ganhado força e já há evidências o bastante de que o cuidado com os filhos não é atividade exclusiva feminina, porque o papel do cuidado e educação não está limitado a apenas um gênero.

 Fonte

Situação da Paternidade no Brasil. 1ª edição Rio de Janeiro. Instituto Promundo, 2016.

 

 Pesquisa mostra que 19% dos homens em Rondônia não assume a paternidade

Em Porto Velho este percentual cai para 10%

 

De quem é a responsabilidade do cuidado com os filhos? Ainda por influência patriarcal e machista, a resposta da maioria da população a essa pergunta será: da mulher. Mas essa visão em relação aos cuidados com as crianças tem sido discutida com foco em desconstrução de preconceitos nas últimas duas décadas, por esse motivo, tem se falado tanto em paternidade e na importância desse papel social na mesma medida que a maternidade no Brasil.

 Em novembro de 2016, foi lançado o primeiro relatório Situação da Paternidade no Brasil pelo Promundo, o foco era reunir os principais estudos realizados nas últimas duas décadas para expor as evidências do impacto positivo do envolvimento do homem no papel do cuidado, principalmente no que se refere à saúde materno-infantil. Apesar de estudos significativos sobre o assunto, não há dados concretos sobre a situação da paternidade no Brasil.

 Este relatório visa promover a discussão de que quando o público masculino se responsabiliza de forma igualitária pelo trabalho doméstico e de cuidado não-remunerado, abre espaço para que as mulheres possam desenvolver seu papel profissional, que de acordo com dados de 2012 do Banco Mundial, representa 40% da força de trabalho no mundo.

 Paternidade com a mesma importância da maternidade


Fonte: RONDONIAOVIVO

Tag's: Rondoniaovivo, rondonia, porto velho, noticia, noticias

GOSTOU DA MATÉRIA, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS E FAMILIARES:

69 99353-3037




PUBLICIDADE





Polícia | 09:03
NA ESCOLA: Adolescente é detido após dar coronhada e roubar arma de vigilante

Polícia | 08:02
CORRUPÇÃO: Conselheiro tutelar é flagrado recebendo propina em evento

Polícia | 19/08/2017 | 17:20
MORTE DE PARAQUEDISTA: Nota Amazonjump

Polícia | 19/08/2017 | 14:59
URGENTE: Ônibus escolar atropela e mata ciclista na BR-364

Polícia | 19/08/2017 | 12:45
VÍDEO: Tenente do Exército morre ao saltar de paraquedas

Blog de Ponta Cabeça | 19/08/2017 | 11:37
ARTIGO: Sou contra terapias de longa duração, por Rosângela Pedro

Rondônia | 19/08/2017 | 11:28
APAGÃO: OAB/RO reforça ​​cobrança à JF à adequação da rede de energia elétrica

Capital | 19/08/2017 | 10:45
DESOCUPAÇÃO: Moradores do Cuniã serão retirados nesta segunda-feira

Comércio e Indústria | 19/08/2017 | 10:55
Deu Match: O Boticário lança marca expert em cabelos

Ariquemes | 19/08/2017 | 10:43
Motociclista tem perna esmagada e pé arrancado em grave acidente na BR

Brasil | 19/08/2017 | 10:21
MEC prorroga prazo de inscrições para cursos técnicos do Pronatec

Brasil | 19/08/2017 | 10:19
Governo prevê economia de R$ 17 bilhões com fim de fraudes

Justiça | 19/08/2017 | 10:03
STJ: Nome de acusado por estupro não deve ser mantido em sigilo

Jaru | 19/08/2017 | 09:57
Proprietário de bar é agredido com golpes na cabeça

Esportes | 19/08/2017 | 09:54
RONDONIENSE SUB-20: Jogo deste sábado vale título e vaga na Copa SP

Polícia | 19/08/2017 | 09:51
Ex-marido é preso após tentar matar mulher a tiros

Rondônia | 19/08/2017 | 09:47
SAÚDE: Demanda de vítimas de acidentes de trânsito causa estrangulamento no sistema

Polícia | 19/08/2017 | 09:44
ZERINHO: Menor é detido fazendo manobra perigosa em moto

Rondônia | 19/08/2017 | 09:39
Lixão e aterro sanitário, qual a realidade em Rondônia?

Chupinguaia | 19/08/2017 | 09:34
Padrasto é preso acusado de abusar da enteada de nove anos

Polícia | 19/08/2017 | 09:29
Polícia fecha boca de fumo e prende dupla com grande quantidade de drogas

Cultura | 19/08/2017 | 09:24
Brinquedoteca da UNIR oferta duas oficinas para a comunidade

Cultura | 19/08/2017 | 09:19
Cine Sesc e CineOca exibem 'Aquarius' dia 31 de agosto