69 99981-5823 | 69 3229-8673

Logo Rondoniaovivo - Notícias, Classificados e Banco de Empregos de Rondônia

Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017


Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017 às 09:46 - Atualizado em Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017 às 16:33

69 99353-3037 COMUNICAR ERRO

Pesquisa mostra que 19% dos homens em Rondônia não assumem a paternidade


A Pesquisa Gravidez Indesejada no Brasil – Estatísticas, Motivos e Consequências, realizada pelo portal Trocando Fraldas com 12.000 brasileiras mostra que em casos de gravidez não-planejada, 11% dos pais não assumiram a paternidade. A pesquisa  mostra ainda que 56% das mães já engravidou sem planejamento e 60% porque não houve prevenção.

A rejeição da paternidade é maior está na região Norte, com 16%; já na região Sul é de apenas 7%.

Nos estados de Rondônia a fuga da responsabilidade paterna é de 19% . Na capital, Porto Velho,  o índice é de 10%. No Maranhão, a rejeição é de com 20%. No Rio Grande do Norte e Santa Catarina a taxa é a menor, mal chega a 7%.  Em São Paulo,90% dos homens assumem a paternidade, no e Rio de Janeiro, 91%.

Promundo

Em novembro de 2016, foi lançado o primeiro relatório Situação da Paternidade no Brasil pelo Promundo, o foco era reunir os principais estudos realizados nas últimas duas décadas para expor as evidências do impacto positivo do envolvimento do homem no papel do cuidado, principalmente no que se refere à saúde materno-infantil. Apesar de estudos significativos sobre o assunto, não há dados concretos sobre a situação da paternidade no Brasil.

Trabalho igualitário

 O relatório da Trocando Fraldas visa promover a discussão sobre quando público masculino se responsabiliza de forma igualitária pelo trabalho doméstico e de cuidado não-remunerado, abre espaço para que as mulheres possam desenvolver seu papel profissional, que de acordo com dados de 2012 do Banco Mundial, representa 40% da força de trabalho no mundo.

A discussão não está encerrada, a abordagem sobre o tema paternidade no Brasil tem ganhado força e já há evidências o bastante de que o cuidado com os filhos não é atividade exclusiva feminina, porque o papel do cuidado e educação não está limitado a apenas um gênero.

 Fonte

Situação da Paternidade no Brasil. 1ª edição Rio de Janeiro. Instituto Promundo, 2016.

 

 Pesquisa mostra que 19% dos homens em Rondônia não assume a paternidade

Em Porto Velho este percentual cai para 10%

 

De quem é a responsabilidade do cuidado com os filhos? Ainda por influência patriarcal e machista, a resposta da maioria da população a essa pergunta será: da mulher. Mas essa visão em relação aos cuidados com as crianças tem sido discutida com foco em desconstrução de preconceitos nas últimas duas décadas, por esse motivo, tem se falado tanto em paternidade e na importância desse papel social na mesma medida que a maternidade no Brasil.

 Em novembro de 2016, foi lançado o primeiro relatório Situação da Paternidade no Brasil pelo Promundo, o foco era reunir os principais estudos realizados nas últimas duas décadas para expor as evidências do impacto positivo do envolvimento do homem no papel do cuidado, principalmente no que se refere à saúde materno-infantil. Apesar de estudos significativos sobre o assunto, não há dados concretos sobre a situação da paternidade no Brasil.

 Este relatório visa promover a discussão de que quando o público masculino se responsabiliza de forma igualitária pelo trabalho doméstico e de cuidado não-remunerado, abre espaço para que as mulheres possam desenvolver seu papel profissional, que de acordo com dados de 2012 do Banco Mundial, representa 40% da força de trabalho no mundo.

 Paternidade com a mesma importância da maternidade


Fonte: RONDONIAOVIVO

Tag's: Rondoniaovivo, rondonia, porto velho, noticia, noticias

GOSTOU DA MATÉRIA, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS E FAMILIARES:

69 99353-3037




PUBLICIDADE




Polícia | 17/12/2017 | 18:31
Prefeito de Colniza foi morto a mando de empresário que não recebeu dívida

Polícia | 17/12/2017 | 13:38
TRÁGICO: Sargento da PM morre esmagado por carreta na BR-364

Polícia | 17/12/2017 | 13:05
VIOLÊNCIA: Homem é morto a facada durante briga

Polícia | 17/12/2017 | 12:39
BÁRBARO: Corpo carbonizado é encontrado por populares

Polícia | 17/12/2017 | 10:42
VASSOURADA: Grávida expulsa marido que amanheceu o dia em festa e acaba agredida

Polícia | 17/12/2017 | 10:05
COVARDIA: Idoso nega dinheiro para neto comprar droga e é agredido a pedrada

Polícia | 17/12/2017 | 09:25
BR-364: PRF prende jovem em ônibus levando cocaína de Porto Velho para São Paulo

Polícia | 17/12/2017 | 08:55
Presos, assassinos confessam que receberam R$ 60 mil para executar prefeito de Colniza

Polícia | 17/12/2017 | 08:44
MADRUGADA: Lei seca prende médico, advogado, arquiteto e mais 14 pessoas

Polícia | 17/12/2017 | 07:55
SINISTRO: Incêndio de grandes proporções destrói parte do Centro de Correição da PM

Polícia | 17/12/2017 | 07:38
NO PESCOÇO: Jovem é atacado com golpe de gargalo de garrafa após estourar bomba em cliente de bar

Polícia | 17/12/2017 | 07:21
PAULADAS: Homem é chamado para beber em bar e acaba agredido na cabeça por trio

Polícia | 17/12/2017 | 07:03
TERCEIRA VEZ: Morador de rua é atacado a facadas próximo a posto de combustível

Rondônia | 16/12/2017 | 11:17
Na inauguração da Unisp em Jaru, Maurão destaca investimentos na segurança

Brasil | 16/12/2017 | 11:03
OS BILIONÁRIOS: Do luxo à decadência

Brasil | 16/12/2017 | 10:50
PIB: As 30 cidades mais ricas do Brasil

Brasil | 16/12/2017 | 10:48
Partidos vão dar prioridade à reeleição na divisão de fundo

Rondônia | 16/12/2017 | 10:36
Inauguração da nova sede da Ribeiro Imobiliária

Política | 16/12/2017 | 10:38
Porto Velho pode perder R$ 500 mil por ingerência, alerta deputado Anderson

Polícia | 16/12/2017 | 10:28
Força tarefa caça assassinos de prefeito em MT

Rondônia | 16/12/2017 | 10:28
Bombeiros alerta sobre fogos de artifícios e espetáculos pirotécnicos

Rondônia | 16/12/2017 | 11:09
CANDEIAS: A competição de ciclistas MTB será realizada neste domingo, 17

Rondônia | 16/12/2017 | 10:14
Sansão Saldanha é eleito presidente do TRE