CHACINA - Polícia encontra cemitério clandestino em Jacy Paraná, seis corpos foram localizados - Rondoniaovivo.com - NOVO TELEFONE: (69) 3229-8673 A denuncia de desaparecimento dava conta de uma família. Na quarta (28) a Policia Civil voltou ao local e acabou encontrando mais cinco corpos. O requinte de crueldade é evidenciado com as vitimas degoladas a faca, mãos amarradas e pernas quebradas.

Anterior

28/12/2011

Anterior

Próxima

29/12/2011

Próxima

Rondônia ,

CHACINA - Polícia encontra cemitério clandestino em Jacy Paraná, seis corpos foram localizados

Quinta-Feira, 29 de Dezembro de 2011 / 07:20

 
  O suspeito Darli foi trazido para capital para ser ouvido na delegacia de homicídios.
Uma chacina com requintes de crueldade em plena selva amazônica foi descoberta pela polícia na tarde desta quarta-feira (28) na região do distrito de Jacy Paraná, cerca de 100 km de Porto Velho, capital de Rondônia.
O crime bárbaro foi praticado na Linha 97. Foram duas investidas da Delegacia de Crimes Contra a Vida em investigação comandada pelo delegado Alessandro Morey.  Foram mortos uma mulher grávida de cinco meses, uma criança de aproximadamente cinco anos, e três homens, entre eles o marido da mulher grávida. As vítimas foram executadas a tiros e os corpos enterrados em covas rasas. A matança foi descoberta ontem, em decorrência das investigações de um corpo encontrado na última terça-feira à tarde. Um dos suspeitos de envolvimento na chacina foi detido.
As vítimas estavam desaparecidas desde o último dia 12, da localidade de Nova Mutum Paraná, a cerca de dez quilômetros de Jacy Paraná. Até então a família era tradada como “desaparecida”. A Delegacia de Homicídios passou a investigar o caso.
Na tarde da última terça-feira a polícia encontrou o corpo de um homem, em avançado estado de decomposição. O cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), mas não foi identificado até a tarde de ontem. No corpo havia tatuagens com o artigo 155 (furto); a frase Vida Loka; as letras GL e um Sol. O homem foi morto com um tiro na cabeça e outro no tórax. Depois de executado ele teve as pernas quebras e foi enterrado numa cova vertical.
Como havia o desaparecimento da família, na tarde de ontem os policiais da Homicídios “pressionaram” o homem que havia indicado o primeiro corpo. O então suspeito acabou levando a polícia aos cadáveres da família e do outro homem. Os corpos estavam numa propriedade rural na Linha 97, ao lado da fazenda do empresário Mário Português. 
Numa das covas estava a família, Lienir Batista de Andrade de 43 anos, sua esposa Maria Lucia da Silva Ferreira de 24 anos e a filha Ana Beatriz de cinco anos. Tanto a mãe grávida de quatro meses, quanto  a pequena criança estavam despidas da cintura para baixo, além de roupas rasgadas com violência, o que leva a crer que as vitimas tenham sido estupradas antes de serem assassinadas.
O requinte de crueldade é evidenciado com as vitimas degoladas a faca, mãos amarradas e pernas quebradas.
O suspeito Darli de Lima Alves que indicou o local disse que não participou da chacina, porém confessou que teria matado há cerca de 30 dias, um homem conhecido como Magrão, que teria praticado um furto recentemente. O acusado disse que levou Magrão para a beira do Rio Jacy, aplicou-lhe uma peixeirada no abdome e o jogou no rio.
Segundo o delegado Alessandro, o casal já tinha passagem de tráfico de droga na capital e a motocicleta do casal não foi localizada, uma Honda Bross cor vermelha. O suspeito Darli foi trazido para capital para ser ouvido na delegacia de homicídios.
 

Confira as fotos

Fonte: Rondoniaovivo

9 Comentários Comentar Notícia

  • ANNY VARGAS30/12/2011 - porto velho

    Cada dia que se passa vemos coisas mais absurdas. Nada justifica uma crueldade dessas. E o que me doe mais e saber que tem crianças no meio de tudo isso,inocentes que tinha tanta vida pela frente. E não da pra entender como as pessoas que cometeram essa barbaridade tem na cabeça ou no coração na verdade acreito que eles não tem nenhum dos dois. A cada dia que passa precisamos buscar mais Deus em nossas vidas independente de Religião, a pessoa só comete essas coisas por não ter Deus no coração...Que Deus nos livre dessas atrocidades e que 2012 venha com PAZ, SAÚDE, AMOR, E MAIS DE DEUS NA VIDA E FAMILIA DE TODOS!!!

  • nicolas mota30/12/2011 - porto velho ro

    Deixa que a justiça faça a parte dela. Não vale nada mas ela tem que fazer alguma coisa. Se for preso com certeza pode ser que ele morra la dentro, ou nao, pq tem assassino pior do que ele dentro da cadeia que ainda nao morreu e que ganhou moral na prisao... pois é... pelo menos que a justiça mantenha trancado se possível morrer de fome.

  • Josi29/12/2011 - porto velho

    Jesus. Tenho certeza de que isso é um enredo de filme de terror.

  • RONALDO DE NORONHA LIMA29/12/2011 - PORTO VELHO

    Não sei o passado ou o que fizeram para serem executados com tanta barbarié,principalmente crianças que são indefesas ,precisa que a policia apure os fatos e coloquem na cadeia até que a justça determine a pena que iram pegar,só sei que não é pouca,mais a maior justiça é a de DEUS esta não falha,podem ter certeza que fizeram escondidos dos olhos humanos ,mais dos olhos de DEUS,não, já esta registrado no livro da vida de cada um que comenteu essa atrocidade,rogo a DEUS que dê bastante conforto nesta hora tão dificil aos familiares de cada uma dessas pessoas,sei que nada trará de volta,mais DEUS lhes dará conforto nescessário para superar esta dor,e aqui vai meu reconhecimento ao trabalho dos policiais e ao pessoal do IML que não medem esforços onde que aconteça algo estão lá,pronto para atender a comunidade,a todos vcs meus sinceros reconhecimento e FELIZ ANO NOVO A TODOS.

  • Cassia Eller Furtado29/12/2011 - Porto Velho

    SEM COMENTARIOS!!

  • Jemias29/12/2011 - porto velho

    Se o mandante for gente rica ou importante... esquece.

  • Marcia Bessa29/12/2011 - porto velho

    Ninguém merece morrer dessa forma. Que mal uma criança pode ter feito? Meu Deus é muita crueldade!!

  • Kevin McCallister29/12/2011 - Porto Velho RO

    As pessoas pensam que o tráfico de drogas é fácil. Traficante não perdoa não, a vida para eles vale muito menos que dinheiro. Que Deus conforte os familiares dessas vítimas e a polícia encontre todos os envolvidos.

  • geandubem29/12/2011 - ji-parana

    vão deixar esse monstro vivo, quando sair da cadeia mata mais alguma familia. DEVIAM DAR UMA PEXEIRADA NELE E JOGAR NO RIO!

Últimas Notícias

Veja Mais

Publicidades