Espera em fila de banco gera indenização a consumidor de Porto Velho - Rondoniaovivo.com - NOVO TELEFONE: (69) 3229-8673 Espera em fila de banco gera indenização a consumidor de Porto Velho

Anterior

27/01/2011

Anterior

Próxima

27/01/2011

Próxima
Página Inicial
Rondônia ,
Twitter Rondoniaovivo.com YouTube Rondoniaovivo.com Facebook Rondoniaovivo.com Rss Rondoniaovivo.com

Espera em fila de banco gera indenização a consumidor de Porto Velho

Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2011 / 16:24

O consumidor Flávio Araújo Pereira garantiu na justiça o direito a indenização de 2 mil reais por esperar mais de três horas na fila de uma agência do Banco do Brasil/SA em Porto Velho. O recurso julgado na 2ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça de Rondônia confirma a decisão em primeiro grau, na qual o juiz julgou procedente a ação e determinou o pagamento do valor pedido e ainda 10% das custas pela instituição financeira.

O relator da apelação cível, desembargador Roosevelt Queiroz, rememorou em seu voto, uma outra decisão, o mandado de segurança impetrado pela Febraban em 2001 contra o Município, alegando incompetência da prefeitura de Porto Velho para legislar sobre tempo de espera em fila de banco e aplicação de multa em caso de descumprimento. A Lei municipal (n. 1.350/99, art. 2º, inc. I e II, alterada pela n. 1.631/05) estabelece que o atendimento em agências bancárias não pode ser superior a vinte minutos em dias normais e em trinta minutos, em véspera ou depois de feriados prolongados.

Na ocasião, o desembargador considerou legítima a imposição de multa prevista na legislação. "A competência da União para regular o sistema financeiro diz respeito somente a atividade fim dessas instituições, que não pode ser confundida com o interesse local, caracterizado com o tratamento mais respeitoso e humanitário que deve ser dispensado a cada cidadão, o consumidor, por excelência, dos serviços bancários. Assim, na dita atividade-fim a competência da União, mas no respeitante ao tratamento condigno ao cidadão, consumidor (tempo em fila), a competência legislativa é do Município", decidiu.

A matéria acabou no Supremo Tribunal Federal, que em 2006 manteve o acordão, por isso o desembargador Roosevelt Queiroz, nesta outra apelação, julgada esta semana, reconheceu que a espera excessiva na fila de banco "é causadora de angustia e desgaste psicológico passíveis de indenização", por isso a quantia fixada representa um valor razoável para reparar os danos causados ao consumidor.

 

Fonte: TJ/RO

1 Comentários

Comentar Notícia

  • Ana Cordeiro 28/01/2011 - porto velho

    besta é eu... ia estar milionária hj

Últimas Notícias

11:34

Município recebe calcário do governo do estado

11:41

Menores furtam moto e são detidos

11:29

Idoso morre enquanto caminhava em avenida da cidade

10:55

Policia Civil elucida homicídio e prende dois suspeitos

10:51

Boutique é roubada duas vezes na mesma semana

10:30

Polícia Civil deflagra “Operação Captura 5” em Porto Velho

10:30

Município recebe equipamentos agrícolas

10:19

Polícia Civil prende pedófilo em flagrante

10:18

PM acaba com mais um suposto local de venda de drogas

09:50

Polícia Civil cumpre mandado de busca e prende suposto traficante

09:50

Grave acidente de trânsito resulta em uma vítima fatal e outra ferida

09:39

Adolescente morre após sofrer acidente no morro da Embratel

09:41

O último unicórnio: biólogos buscam uma das criaturas mais raras da Terra

09:40

COVARDE - Motorista atropela pedestre e foge sem prestar socorro

09:38

Servidora participa da Conferência dos Direitos da Pessoa Idosa

09:32

Neste sábado têm ação solidária em benefício dos atingidos pelas enchentes

09:07

Mãe grava pedófilo assediando filha de 10 anos - VÍDEO

09:05

'Gangue dos Pipocas' escolhe vítimas ao acaso para espancamento

09:06

Polícia prende dupla com faca e evita roubos

08:48

Comissão Permanente defende volta de Patrulha Escolar e Joer

08:47

Bando armado invade acampamento torturam e roubam sem terras

Veja Mais

Publicidades