GUAJARÁ-MIRIM - Mulher acusa policial de cometer abuso sexual - Rondoniaovivo.com - NOVO TELEFONE: (69) 3229-8673 GUAJARÁ-MIRIM - Mulher acusa policial de cometer abuso sexual

Anterior

08/08/2012

Anterior

Próxima

08/08/2012

Próxima

Rondônia ,

GUAJARÁ-MIRIM - Mulher acusa policial de cometer abuso sexual

Quarta-Feira, 08 de Agosto de 2012 / 09:46

Durante a madrugada de terça-feira (7), uma jovem de 23 anos buscou a Delegacia de Polícia Civil para denunciar que havia sido estuprada por um homem.
A jovem relata que estava na Praça acompanhada de familiares e alguns amigos, por volta das 03h30min comprometeu-se em deixar em casa sua irmã, que é menor de idade, quando um amigo se ofereceu a dar carona às duas. O “amigo”, apontado sendo Amarildo G.L.vulgo “Camarão”, policial militar em outro município, conduziu em seu veículo as irmãs até o bairro Cristo Rei, após deixar à menor deveriam retornar a Praça Jorge Teixeira, mas o acusado pegou outro caminho e seguiu até o Parque de Exposição de Guajará-Mirim.
Dentro do veículo, a mulher afirmou que “Camarão” disse que queria manter relação sexual com ela, recebendo uma negativa, momento este que usou da força para consumar o ato. Com medo de morrer, já que o homem afirmou ser policial militar e poderia matá-la naquele instante, diante da ameaça ela disse que fingiu a relação para não morrer. Após o ato, o homem pediu desculpas e declarou que sua prisão é iminente, pois o mesmo estava “mexendo” com coisa errada.
O homem deixou a jovem em sua casa no bairro Cristo Rei, contando a mãe o que acabara de ocorrer, ambas se deslocaram a Delegacia para denunciar o fato. As guarnições de serviço da Polícia Militar realizaram buscas durante a madrugada e pela manhã juntamente com policiais civis, mas até o momento o acusado não havia sido preso. A delegada Márcia Maria Krause Romero Maia confirmou via exame o ato consumado.

Fonte: mamoré

4 Comentários Comentar Notícia

  • Nelson C Araujo13/08/2012 - Porto Velho

    Aí galera, desculpe o erro de português: o correto é doente e jamais. Fui.

  • Nelson C Araujo12/08/2012 - Porto Velho

    Se realmente fosse um PM jamis cometeria crime tão barbaro. Independente do que seja, qualquer sujeito que pratique ato desta natureza não passa de um duente mental que deve ser julgado com todo rigor da Lei.

  • ANTONIO DE SOUZA EZINHEIRO09/08/2012 - Alvorada D\'Oeste/RO

    Para os inergúmenos de plantão, o "cara" disse ser PM. Os fatos ainda não foram elucidados pela autoridade policial. Qualquer mané pode dizer que é Policial para intimidar as pessoas. Se ele realmente fosse PM não não se revelaria ao cometer um crime tão fácil de ser punido no dias de hoje.

  • Carlos Couto08/08/2012 - Rolim de Moura - Ro

    Esse bandido de farde tem que ser preso! Isso é um doente safado que não honra a farda e nem o que tem no meio das pernas.

Últimas Notícias

Veja Mais

Publicidades