Mãe é condenada por forçar filha de 14 anos a fazer sexo com companheiro que ameaçava ir embora - Rondoniaovivo.com - NOVO TELEFONE: (69) 3229-8673 Mãe é condenada por forçar filha de 14 anos a fazer sexo com companheiro que ameaçava ir embora

Anterior

14/01/2013

Anterior

Próxima

14/01/2013

Próxima
Página Inicial
Rondônia ,
Twitter Rondoniaovivo.com YouTube Rondoniaovivo.com Facebook Rondoniaovivo.com Rss Rondoniaovivo.com

Mãe é condenada por forçar filha de 14 anos a fazer sexo com companheiro que ameaçava ir embora

Segunda-Feira, 14 de Janeiro de 2013 / 14:06

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou a 10 anos e seis meses de prisão uma mãe que, por medo que seu companheiro fosse embora, forçou sua filha de 14 anos a ter relações sexuais com ele. A sentença do caso, que aconteceu em 2003 na cidade de Pedreira (135 km de São Paulo), foi dada na sexta-feira (14).
A mãe (identificada como C. F. M.) ameaçou a filha, Cintia, dizendo que a levaria para morar com o pai, que é foragido da Justiça e com quem a menina não tinha boa relação, caso não aceitasse ter relações com seu companheiro (identificado como A. R. D.). Assim como a mãe, ele também foi condenado a oito anos de prisão por estupro.
De acordo com o processo, que correu em segredo de justiça, o homem manteve relacionamento amoroso com a mãe por seis anos e, por diversas vezes, tentou romper o romance, encontrando objeção por parte dela.
Em março de 2003, ele, "aproveitando-se da situação de carência por que passava C. F. M., condicionou a manutenção do relacionamento à prática de relações sexuais com sua filha. Obstinada em manter a relação, C. F. M. comprometeu-se a convencer a Cíntia".
Segundo a denúncia, a mãe então ameaçou a adolescente, dizendo-lhe que caso não aceitasse manter relações sexuais com o companheiro, iria deixá-la morando com o pai, fugitivo de uma penitenciária, e ameaçou que se suicidaria caso o companheiro a abandonasse.
Ainda segundo a denúncia, Cíntia, sabendo que sua mãe já tentara se matar em outras ocasiões e temerosa em residir com o pai, aceitou a proposta.
Crime gravado
Após convencer a filha, a mãe levou o companheiro até o quarto da adolescente e também ligou uma câmera filmadora sem que ele percebesse. Depois dos abusos que aconteceram naquela noite, a mulher continuou a ameaçar a filha e nas duas semanas que se seguiram ainda houve outros três encontros.
À Justiça, a mãe alegou que a filha fez tudo por livre e espontânea vontade. Afirmou que falou com a adolescente sobre a proposta de seu companheiro e que, embora ela tivesse inicialmente recusado, depois aceitou, por ver a mãe triste com o provável rompimento de seu relacionamento.
Já o companheiro negou que havia tido relações com a jovem, embora ela tivesse feito a proposta. De acordo com ele, por diversas vezes a adolescente teria se insinuado andando em casa de toalha e se exibindo.
Entretanto, o testemunho de um funcionário que alugou o aparelho de filmagem usado por pela mãe e de outras duas pessoas que afirmaram ter visto a fita, convenceram os desembargadores de que houve o estupro.
A fita nunca foi apresentada em juízo. De acordo com a mãe, quando seu companheiro descobriu a existência da gravação exigiu a fita e a quebrou.
Proteção fraternal
Segundo os psicólogos judiciários que conversaram com a vítima, embora a adolescente tenha confirmado as ameaças da mãe, ela também se esforçou para convencê-los "do quanto atualmente a genitora vem desempenhando a contento as funções maternas".
Para os médicos, o fato de a mãe correr o risco de ser condenada aumenta o sentimento de culpa da adolescente.
A defesa dos condenados ainda não foi notificada da decisão do TJ e afirmou que tentará recorrer da decisão no STJ (Superior Tribunal de Justiça). Entretanto, há dúvidas se o processo possui os requisitos para ser analisado pelo STJ.

Fonte: UOL

0 Comentários

Comentar Notícia

Últimas Notícias

17:31

Câmara encerra hoje trabalho legislativo do ano

17:27

Espigão do Oeste é campeão nacional nas Olimpíadas de língua portuguesa

17:15

Mauriceia Amoedo recebeu o Prêmio Jovem Empreendedor

17:04

Pedro da ASCRON consegue iluminação para o bairro Pedacinho de Chão

16:49

Diário Oficial do TCE Nº 818 (18/12/2014)

16:33

TRT-14 restabelece suspensão de prazos de 7 a 16 de janeiro

16:29

Homem é preso com porção de maconha e ainda tenta agredir policial militar

16:18

Mulher é detida tentando entrar em mini presídio com drogas nas partes íntimas

16:18

“Meu mandato será histórico”, afirma Jesuíno Boabaid após diplomação

16:17

CDL Ji-Paraná promove concurso para escolha da vitrine mais atraente

16:02

Agroindústria de Beneficiamento de Babaçu é inaugurada em Calama

15:56

Presidente Médici fará concurso público

15:34

Moradores protestam contra buracos que tomam conta de rua

15:40

Prefeitura decreta ponto facultativo de final de ano

15:27

Confúcio garante honrar compromisso firmado com a Defensoria

15:31

Criança escreve emocionante cartinha ao Papai Noel do Correios pedindo cirurgia para avó

15:13

Espetáculo de dança D´Água e Lama inicia na capital

15:12

Cansados de esperar pela Prefeitura, moradores realizam tapa-buracos na Linha 612

14:52

Falsos Missionários estão dando golpes na cidade de Jaru

15:00

MEC reprova 27 cursos de medicina no País

14:55

NESTA QUINTA - Maguii Leonello faz show de humor na capital

Veja Mais

Publicidades