69 99981-5823 | 69 3229-8673

Logo Rondoniaovivo - Notícias, Classificados e Banco de Empregos de Rondônia

Sexta-Feira, 20 de Outubro de 2017


Sexta-Feira, 20 de Maio de 2011 às 18:57

69 99353-3037 COMUNICAR ERRO

Movimento surdo em favor da educação e da cultura surda em Porto Velho

Uma
 gigantesca mobilização convocada pela Comunidade Surda, apoiada pela FENEIS - Federação Nacional de Educação e Integração de Surdos (nacional e regionais) e pelos integrantes do Instituto Nacional de Educação de Surdos-INES, reuniu milhares de surdos de todo o Brasil nessa sexta-feira, dia 20 de maio em Brasília, numa tentativa de chamar atenção das autoridades governamentais e toda a sociedade  na defesa da educação bilíngue para surdos e do respeito à Cultura Surda e à Língua Brasileira de Sinais (Libras).

As representantes da Associação dos Surdos de Porto Velho-ASPVH, da Associação de Intérpretes de Rondônia-APPIS/RO, e do Ponto de Cultura ACME: Indira Stedile Moura, Ana Carolina Lovo e Ariana Boaventura estão em Brasília representando a comunidade Surda rondoniana, e chamam todos os surdos,parentes, amigos, intérpretes e professores de surdos em Rondônia para uma mobilização conjunta, no sentido de organizar manifestações em cada cidade do interior do Estado.

O Problema

No final de março desse ano, o Ministro da Educação Fernando Haddad apresentou uma proposta que visa estimular a inclusão de estudantes cegos e surdos em escolas regulares, sinalizando com isso, uma modificação no funcionamento da Educação Básica no Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES),localizado no Rio de Janeiro, considerado pela Comunidade Surda Brasileira  um marco histórico e local de resistência da Língua de Sinais e da Cultura Surda,e que faz parte de uma rede especial de ensino.

A política do MEC, apesar da aprovação da Lei 10.436/2002 (que reconhece a LIBRAS como segunda língua oficial do país) e o Decreto 5.626/2005 (que regulamenta o ensino de LIBRAS no sistema educacional) propõe um modelo de escolas “inclusivas”, paradoxalmente, sem "ouvir" os principais interessados - os surdos, os quais, em sua grande maioria, são apenas inseridos nas salas de aulas em situação de desigualdade com colegas e professores ouvintes que não conhecem a LIBRAS.

Tal sistema, para ser de fato inclusivo, dependeria de um longo processo de formação e capacitação de professores e alunos, no entanto,o MEC não preparou nem professores ou alunos do ensino regular para realmente efetivar tal "inclusão", querendo introduzir na marra,sete milhões de pessoas com deficiência auditiva em idade escolar, que não têm acesso nem ao menos à rede especial, na rede regular de ensino.

Em terras de Rondon

No Estado de Rondônia o problema tende a se repetir com o seguimento das diretrizes do MEC, num provável desmantelamento do sistema de ensino especial,"espalhando" alunos surdos pelas demais escolas do ensino regular, sem que estes consigam ao menos comunicar-se eficientemente com alunos e professores ouvintes,além da ausência gritante de um número suficiente de intérpretes capacitados que possam mediar tal questão.

Em Porto Velho, surdos e intérpretes através das associaçoes ASPVH e APPIS,  defendem  o diálogo junto à SEDUC/RO, no sentido de oferecer apoio e parceria na discussão conjunta de um projeto pioneiro que possa levar à criação da 1ª escola bilingue para surdos, propondo a discussão das políticas relativas ao atendimento da comunicade surda que necessáriamente precisa ser ouvida, e, para tanto, já começaram os primeiros contatos para auxiliar o governo estadual nesse processo, tendo em vista a E.E.E.F 21 de Abril como Escola Pólo.

Petição Pública

Dessa maneira, visando um futuro melhor para as crianças surdas, é que a comunidade surda brasileira mobiliza-se numa Petição Pública ao Ministério da Educação,com mais de 11.000 subscrições até o momento,defendendo uma educação básica bilíngüe (Libras como primeira língua e português escrito como segunda língua) pública,gratuita e de qualidade para os surdos brasileiros e a importância do INES e seu papel histórico como modelo de referência para todo o país:http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=LutaINES

Em Porto Velho, a concentração reunindo surdos, mães e intérpretes, teve início nessa sexta feira pela manhã às 8:00h em frente ao Clube Ferroviário, na sede da Associação dos Surdos-APSVH no antigo prédio do SATED. A passeata pacífica percorreu a Av. Sete de Setembro deslocando-se ao prédio da SEDUC para a entrega de documentos que reafirmam a parceria entre as associações e o governo do Estado, bem como a reivindicação de uma escola bilíngue que atenda a comunidade.

Na ocasião, a assessoria do Secretário Jorge Helahad lamentou a ausência do titular, em função de uma reunião em outro local naquele momento, recebendo no entanto, a comitiva de surdos, intérpretes e mães de surdos, ouvindo-os e manifestando-se de modo positivo quanto às reivindicações. Em seguida, a passeata deslocou-se até o Palácio Getúlio Vargas num ato simbólico de afirmação da Identidade e da Cultura Surda finalizando seu percurso.

A atriz Marieta Severo (Dona Nenê de "A Grande Família") que tem uma irmã surda e conhece os problemas ligados à questão
é uma das pessoas que está apoiando a manifestação. Veja a mensagem dela no Youtube:
http://www.youtube.com/embed/jf2LV5MoVl0 

CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA AMPLIAR.


Fonte: Joeser Alvares

Tag's: Rondoniaovivo,

GOSTOU DA MATÉRIA, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS E FAMILIARES:

69 99353-3037




PUBLICIDADE




Política | 19/10/2017 | 20:02
Em dois meses, Aécio ligou 33 vezes para Gilmar Mendes

Polícia | 19/10/2017 | 19:06
VÍDEO : Um morre e outro fica gravemente ferido em assalto a supermercado na capital

Política | 19/10/2017 | 17:46
Geddel será investigado no STF por apreensão de R$ 51 milhões

Política | 19/10/2017 | 17:36
Márcio Oliveira apoia e participa da Gincana Ecológica da Escola Rio Branco

Política | 19/10/2017 | 17:34
Deputados firmam compromisso e garantem recursos a Pimenta Bueno

Rondônia | 19/10/2017 | 17:27
CURTAS DO ANDREOLI: Acidentes da Duque de Caxias e a falta de ‘pracas’

Política | 19/10/2017 | 17:03
Em sessão, Alan Queiroz diz que determinação se estende há seis anos

Cultura | 19/10/2017 | 17:51
PORTO VELHO: Feira Sabor do Campo acontece nesta sexta-feira na Emater

Brasil | 19/10/2017 | 16:54
Com câncer terminal, Mister M recusa químio e faz ‘vaquinha’ para cirurgia

Capital | 19/10/2017 | 16:36
Prefeito diz que serão distribuídas 4 milhões de mudas em quatro anos

Concursos | 19/10/2017 | 16:23
CONCURSO: Correios prorrogam prazo de inscrições

Rondônia | 19/10/2017 | 15:53
No aniversário da Cred Casa quem ganha o presente é você.

Polícia | 19/10/2017 | 16:14
CORNO: Mulher é surrada após xingar marido em residência

Capital | 19/10/2017 | 16:03
MINHA CASA MINHA VIDA: Caixa define retomada das obras em Porto Velho

Brasil | 19/10/2017 | 15:52
Justiça mantém traficante Nem em presídio de Rondônia por mais um ano

Justiça | 19/10/2017 | 15:47
Justiça do Trabalho em Rondônia multa Camargo Corrêa por má-fé

Rondônia | 19/10/2017 | 15:41
Iperon convoca aposentados e pensionistas para recadastramento

Rondônia | 19/10/2017 | 15:28
Academia da Polícia Civil realiza aula inaugural para aprovados no concurso de 2014

Cultura | 19/10/2017 | 16:01
Inscrições abertas para a 2ª Semana da Diversidade Humana e Interculturalidade

Polícia | 19/10/2017 | 15:21
URGENTE: Polícia localiza veículos roubados da Prefeitura - Vídeo

Internacional | 19/10/2017 | 14:55
UE quer que Brasil elimine trabalho escravo como parte de acordo comercial

Brasil | 19/10/2017 | 14:57
Extração da piaçaba para vassouras cria dependência trabalhista no AM

Esportes | 19/10/2017 | 14:44
Projeto muda vida de jovens através do basquete