close

17ª Brigada abre inquérito para apurar mortes em vila do Exército

Todas as evidências apontam que a mulher matou o filho e depois se matou, utilizando um revólver

RONDONIAOVIVO

1 de Março de 2018 às 11:35

17ª Brigada abre inquérito para apurar mortes em vila do Exército

FOTO: (Divulgação)

O Departamento de Comunicação Social da 17ª Brigada de Infantaria de Selva informou que está sendo aberto um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as mortes de Anne Monteiro Luciano e do filho dela, Everton Scilla de Freitas Filho de dois anos, ocorridas ontem (28), na residência da família, localizada na vila militar, em Porto Velho. Todas as evidências apontam que a mulher matou o filho e depois se matou, utilizando um revólver. Eles eram esposa e filho do tenente-coronel Everton Scilla de Freitas.

 

Outra apuração que também está fazendo parte do IPM é a de um vídeo divulgado nas redes sociais, onde um casal faz sérias acusações contra o coronel Everton, afirmando que ele é responsável pelas mortes de Anne e do filho.

 

Veja Mais

 

 

A 17ª Brigada informou que, por enquanto, não irá se manifestar sobre o conteúdo do vídeo, por acreditar que foi feito em um momento de forte emoção e qualquer opinião sobre o material, se ocorrer, será feita pelo Comando do Exército, em Brasília.

 

Os corpos de mãe e filho, segundo o Exército, foram liberados hoje pela manhã pelo Instituto Médico Legal para o sepultamento. Não foi informado onde ocorrerá o velório. Quanto ao tenente coronel Everton, a 17ª Brigada, a instituição declarou que ele se encontra em estado de choque e está em um hotel, com o apoio do pai, que chegou em Porto Velho, na madrugada de ontem (28).

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS