close

OPERAÇÃO INTER FRATREM: Três empresas de Manaus desviavam dinheiro do Dsei de Porto Velho

As empresas Medição, Nelsonez e Antonelly, foram os alvos da Operação Inter Fratrem, deflagrada pela Polícia Federal

RONDONIAOVIVO

22 de Maio de 2019 às 14:51

Durante coletiva de imprensa realizada na Superintendência da Polícia Federal em Porto Velho na manhã desta quarta-feira (22) foram revelados maiores detalhes da Operação Inter Fratrem pelo superintendente da PF, Caio Rodrigo Pellim, secretário adjunto da CGU, Roberto César Oliveira, e o procurador da República, Daniel Azevedo Lôbo. O esquema envolvia três empresas pertencente a uma mesma família.

 

VEJA MAIS

 

 

As empresas Medição, Nelsonez e Antonelly, foram os alvos da Operação Inter Fratrem, deflagrada pela Polícia Federal em conjunto com a Corregedoria Geral da União e Ministério Público Federal, na manhã desta quarta-feira (22). As empresas forjavam concorrência para ganharem os contratos licitatórios ligados ao Distrito Sanitário Especial Indígena de Porto Velho rondoniense, que é vinculado ao Ministério da Saúde. Existia a participação de servidores e os mandados judiciais foram cumpridos em Porto Velho e em Manaus/AM.

 

Entre os anos de 2012 e 15 de maio de 2019, o grupo econômico recebeu R$ 146 milhões por meio de contratos firmados com o Governo Federal. De acordo com a Polícia Federal, o contrato de locação de veículo investigado pelos órgãos soma R$ 6,3 milhões já pagos pelo Dsei, dos quais R$ 453.595,30 foram estimados como prejuízo ao erário.

 

A Justiça expediu 41 mandados - cinco de prisão preventiva, três de prisão temporária, 19 de busca e apreensão e 14 de sequestro e indisponibilidade de bens. 

 

Quatro mandados de prisão preventiva ainda não foram cumpridos, mas os advogados dos investigados se comprometeram em apresentar seus clientes nas próximas horas. 

 

Entre os presos está um servidor do Dsei, que também não teve o nome divulgado. Comprovantes feitos na principal empresa do grupo investigado de Manaus e altas quantias de dinheiro estrangeiro, totalizando $ 600 mil dólares foram apreendidos.

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS