close
logorovivo2

Deputado petista defende nomeação de Sibá Machado em conselho de Usinas

Deputado petista defende nomeação de Sibá Machado em conselho de Usinas

DA REDAÇÃO

2 de Fevereiro de 2009 às 16:30

Deputado petista defende nomeação de Sibá Machado em conselho de Usinas

FOTO: (Divulgação)

O ( sic) Coordenado da Bancada de Rondônia, deputado Eduardo Valerde(PT), disse que a indicação do ex-senador Sibá Machado, como representante de Rondônia no Conselho Administrativo do Consórcio Energia Sustentável do Brasil, não representa um desprestígio ao estado.
Segundo ele, o Governo Federal já prestigiou o Rondônia ao escolhê-la para receber as hidrelétricas. Só a usina de Jirau terá a partir de 2012 capacidade para alimentar 9,8 milhões de casas.
Valverde explicou ainda, que o cargo é uma representação do Governo Federal e não do estado, o que demanda uma indicação independente de localidade. O parlamentar frisa ainda, que Sibá Machado é uma boa indicação, por ter conhecimento da região e ter um relevante trabalho enquanto esteve substituindo a senadora Marina Silva, enquanto Ministra do Meio Ambiente. 
“É bom esclarecer que esse cargo ocupado por Sibá não é um cargo estratégico que envolva a soberania . O indicado terá um papel de acompanhar o andamento das obras no Madeira, o que aliás todos os parlamentares do estado também farão”, frisou.
Além dessas informações, o deputado petista, adverte que as obras também afetarão o Acre, pertencente a uma mesorregião, e nada mais justo que os acreanos tenham uma participação no Conselho Administrativo do Consórcio Energia Sustentável do Brasil (ESBR).
ZERO
O Consórcio Energia Sustentável do Brasil, que reúne empresas nacionais e estrangeiras na construção das Usinas do Jirau, tem entre os pré requisitos para admitir executivos, que os mesmos sejam bilíngües, com preferência para o idioma Inglês.

O ex-senador Sibá Machado não atende, pelo menos neste quesito, as exigências de um consórcio Internacional. Sibá desconhece a língua inglesa e a prova maior desta ignorância, é o resultado de sua prova de seleção para um programa de pós graduação em desenvolvimento regional, onde conforme documento anexo, o ex-parlamentar tirou nota "Zero".

Como sua indicação é meramente política e Sibá nada deve fazer para receber seus quase 11 mil reais mensais, tanto faz para o Governo Federal se o aliado saiba ou não inglês.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS