close

ESCLARECIMENTOS: Deputado Eyder Brasil visita IICC e cobra respostas sobre carteiras de identidade

O deputado conheceu todo o processo de confecção das identidades, desde a chegada do formulário até a confecção final do documento.

ASSESSORIA

16 de Maio de 2019 às 10:32

ESCLARECIMENTOS: Deputado Eyder Brasil visita IICC e cobra respostas sobre carteiras de identidade

FOTO: (Assessoria)

O deputado estadual Eyder Brasil (PSL), líder do governo na Assembleia Legislativa realizou uma visita no Instituto de Identificação Civil e Criminal (IICC), setor responsável pela confecção das carteiras de identidades no estado. Durante a visita o parlamentar conheceu o novo diretor, Alexsandro dos Santos de Queiroz, e o adjunto, Vailton Duarte, além dos servidores que compõe o órgão.

 

Eyder afirmou que diariamente, as pessoas estão procurando o gabinete para reclamarem sobre a falta de papel para confeccionar a identidade. Segundo Alexsandro, nunca houve falta de papel, como informa os servidores.

 

 

 

 

Temos mais de cem mil papéis para confeccionar identidades. O que precisamos é de servidores, dentro do IICC. Atendemos 62 postos, e o que ocorre são erros no momento de captura destes dados. Às vezes é uma data de nascimento errada ou nome dos pais, ficando assim impossibilitado que o documento seja confeccionado. Por regra, este documento retorna ao município de origem, fazendo com que o tempo que seria de até 60 dias para ser entregue, duplique para 120 dias ou até mais”, explicou Alexsandro.

 

O deputado conheceu todo o processo de confecção das identidades, desde a chegada do formulário até a confecção final do documento.

 

 

 

 

“Em plena era da informática, onde a informação cabe na palma da nossa mão, é inadmissível saber que em Rondônia todo processo de 1ª ou 2ª via de identidade é executado de forma arcaica, totalmente manual. Além disto, há erros na coleta de dados, fazendo com que todo processo torne-se inviável na confecção. Ou seja, se o tempo de entrega do documento é de 60 dias, com o erro, o tempo triplica. Vamos trabalhar no sentido de identificar os erros e imputar a responsabilidade a quem é de direito”, concluiu Eyder.

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS