PANDEMIA: Rondônia passa de 3 mil mortes por Covid-19 com 39 dias sem leitos de UTI

Neste momento, a fila de espera por vagas em UTI tem 98 pessoas

PANDEMIA: Rondônia passa de 3 mil mortes por Covid-19 com 39 dias sem leitos de UTI

Foto: Armando Júnior | Cemitério Santo Antônio

O Estado de Rondônia passou a marca de três mil óbitos por covid-19, desde o início da pandemia. O número chega justamente na fase em que Rondônia vive o pior momento da pandemia com mais de mil casos sendo registrados diariamente. 
 
Somente nesta sexta-feira (5), foram contabilizadas mais 49 mortes por coronavírus, de acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). Até o fechamento desta matéria, o número de casos ainda não havia sido divulgado.
 
O primeiro caso de coronavírus no Estado, foi registrado no dia 20 de março de 2020, e era um morador de São Paulo que esteve em Ji-Paraná (RO). De lá pra cá, a doença só avançou por todas as regiões até o colapso dos sistemas púbico e privado de saúde.
 
1º anúncio de colapso
 
No dia 25 de janeiro de 2021, o Prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), anunciou em coletiva de imprensa que a capital não tinha mais leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), disponível. O tucano afirmou que caso alguém precisasse de leito, possivelmente não conseguiria e poderia chegar a óbito.
 
 
O secretário de Saúde, Fernando Máximo, fez um desabafo no dia 25 de fevereiro, sobre as constantes aglomerações que vêm ocorrendo no Estado. "Meu recado é para você, que aglomera; que faz festinha; você que não está usando máscara; [indo a] reuniãozinha e bebedeiras: nós não temos leito de UTI para sua mãe! Não tem leito de UTI para o seu pai, para sua tia, para seu filho, para sua namorada! Não temos leito para você!", afirmou em tom de cansaço.
 
Apesar do desabafo do secretário, as festinhas clandestinas continuaram ocorrendo.
 
 
Governo aplica medidas
 
Um novo Decreto do Governo de Rondônia, começou a valer na data de ontem (4). O documento trazia restrições mais severas no combate a covid-19. Porém, no final da tarde de hoje, o Governador Coronel Marcos Rocha (sem partido), anunciou que irá afrouxar as medias de enfrentamento ao vírus. 
 
O painel de dados do Congresso em Foco, montado por uma força-tarefa de 40 voluntários, que diariamente, compilam boletins epidemiológicos das 27 Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país, apontou também na quarta-feira (3), o estado de Rondônia como o quinto em mortes e casos por coronavírus a cada 100 mil habitantes.  
 
Nesta sexta, segundo a Sesau, Rondônia completou 39 dias sem leitos de UTI com 98 pessoas esperando por uma vaga para tratamento intensivo.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS