BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

É bom não duvidar da inteligência do eleitor

COLUNA

21 de Março de 2020 às 08:53

Insisto que a questão em torno da ética terá um peso decisivo nas eleições municipais deste ano. É esperar para conferir. Acredito no nível de consciência e amadurecimento do eleitorado portovelhense, se não de todos, mas, com certeza, no da maioria. Não creio que estou malhando em ferro frio. Tampouco pregando a ouvidos moucos. Os resultados das urnas falarão por si sós

 

Ao contrário do que imaginam alguns, o povo não gosta de sofrer, de ser maltratado, explorado, apesar de alguns políticos dizerem que ele tem memória curta ou pouco se importa com os eventuais desvios morais dessa ou daquela autoridade. Os que assim pensam, certamente, terão uma grande surpresa com os resultados dos pleitos que se avizinham.

 

Tudo revela que o eleitorado que votará em outubro terá um perfil diferente daquele que acorreu às urnas nas eleições anteriores. Ele estará bastante municiado de informações sobre o que aconteceu no mundo da política, nacional e local.

 

Sou teimoso. Não desisto fácil. Portanto, preste atenção, mais uma vez, por favor! É possível que você tenha um projeto de vida. Na pior das hipóteses, alimente alguma esperança. Por isso, mandam a razão e o sentimento que você pense nesse projeto ou no sonho acalentado, antes de apertar o teclado da urna eletrônica.

 

Você pode até não acreditar, mas é lá que você começará a tornar realidade o seu sonho e, quem sabe, o de muitas pessoas, ou, ao contrário, estará ajudando a construir obstáculos que o impedirão de concretizar-se. Está satisfeito com o desempenho do candidato que você ajudou a eleger na eleição passada? Você está satisfeito com a situação pela qual passa Porto Velho? Agrada-lhe a realidade social com a qual convivemos?

 

Seu candidato pode não está entre os primeiros nas pesquisas de intenção de voto. Importa que ele seja uma pessoa de mãos limpas. Vamos preservar o há de bom e fortalecer os que defendem o que vem dando certo. Agora, se você faz parte do time que está decepcionando com os rumos da política e quer passar uma borracha no passado, o seu voto terá de ser noutra direção. Sua opção não pode se afastar disso.

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS