69 99353-3037 | 69 3225-5866

Logo Rondoniaovivo - Notícias, Classificados e Banco de Empregos de Rondônia

Quarta-Feira, 16 de Agosto de 2017


Terça-Feira, 14 de Maio de 2013 às 10:50

69 99353-3037 COMUNICAR ERRO

Vídeo em que rebelde sírio arranca coração de soldado provoca indignação

Um vídeo que aparentemente mostra um rebelde sírio arrancando e mordendo o coração de um soldado morto provocou forte condenação de grupos de direitos humanos e da própria oposição que luta para derrubar o governo de Bashar al-Assad. A Human Rights Watch (HRW) identificou o rebelde responsável pela mutilação como Abu Sakkar, um conhecido insurgente da cidade de Homs.

Segundo a organização com base nos EUA, as ações do rebelde configuram crime de guerra. A principal coalizão de oposição na Síria afirmou que ele seria levado a julgamento. O vídeo, que não pôde ser autenticado idependentemente, aparentemente mostra o rebelde cortando um coração de um soldado morto. "Juro por Deus, vamos comer seus corações e seus fígados, seus soldados de Bashar, o cão", diz o homem para companheiros fora de quadro no vídeo que aplaudem e gritam "Allahu akbar" (Deus é grande).

Confira o vídeo abaixo. ALERTA: as imagens supostamente mostram Abu Sakkar tirando o coração de um soldado e depois o mordendo. Assista por conta e risco.

 

A Human Rights Watch disse que Abu Sakkar é líder de um grupo chamado Brigada Independente Omar al-Farouq. "A mutilação dos corpos dos inimigos é um crime de guerra. Mas a questão ainda mais grave é a escalonada muito rápida a uma retórica sectária e à violência", disse Peter Bouckaert, da Human Rights Watch. Ele disse que, na versão não editada do filme, Abu Sakkar instrui seus homens a "abater os alauítas e levar seus corações para comê-los", antes de ele próprio morder o coração.

A ONU estima que 70 mil foram mortos desde o início da revolta contra Bashar al-Assad em março de 2011. Muitos sírios deixaram o país para escapar da guerra e mais de um milhão estão registrados como refugiados segundo a ONU. Ao menos 300 mil estariam vivendo na Turquia. O conflito sírio estará no centro dos debates entre o presidente russo, Vladimir Putin, e o premiê israelense, Benjamin Netanyahu, hoje, em um resort no mar Negro.

A Rússia se preocupa com a série de ataques israelenses contra alvos dentro do território da Síria, enquanto Israel, com os carregamentos de armas russas que chegam a Damasco. No início do mês, o governo da Síria acusou Israel de bombardear instalações militares próximas a Damasco. Israel negou tecer quaisquer comentários, mas fontes ligados à segurança do país afirmaram que os ataques aéreos tinham como alvo um carregamento de mísseis iranianos que tinham como destino final o Hezbollah, grupo militante libanês. Conferência de paz A Síria afirmou nesta terça-feira que quer detalhes sobre a conferência de paz , promovida pelos EUA e pela Rússia, antes de decidir se participará.

O ministro da Informação sírio, Omran Zoabi, disse que a Síria saudou a proposta, mas disse que "não será de forma alguma uma festa...uma reunião que prejudique, direta ou indiretamente, a soberania nacional".

A saída de Assad é uma demanda da oposição desde que a revolta começou e os esforços de paz anteriores chegaram a um impasse também pela falta de definição sobre o futuro papel de Assad. As declarações de Zoabi, que estão em linha com a política de longa data da Síria, reduziram as expectativas com relação à proposta da conferência que ainda deve ser acordada por ambos os lados envolvidos na guerra. O ministro disse que a Síria quer uma solução política, mas que os esforços internacionais também devem tratar dos "terroristas", um termo que o governo sírio usa para se referir aos combatentes rebeldes.

 


Fonte: BBC/Reuters - Vídeo: Live Leaks

Tag's: Rondoniaovivo,

GOSTOU DA MATÉRIA, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS E FAMILIARES:

69 99353-3037




PUBLICIDADE





Polícia | 17:56
PM prende suspeito com cerca de 4 quilos de maconha

Política | 17:49
Mariana Carvalho quer implantação de serviço de doenças raras na Unir

Vilhena | 17:45
Veículo com 300 quilos de peixe pega fogo na área rural

Política | 17:37
Júnior Cavalcante tem pedido atendido de iluminação pública no bairro Três Marias

Polícia | 16:39
TEMPORAL: Chuva causa destruição em Porto Velho

Polícia | 16:03
URGENTE: Prédio do Iperon pega fogo na capital; veja o vídeo

Cacoal | 15:54
CACOAL: PM encontra arma de fogo durante mandado de busca e apreensão

Blog de Ponta Cabeça | 15:42
Museu Itinerante: uma viagem apaixonante sobre o antigo Egito

Vilhena | 15:31
Justiça Eleitoral retorna ao cargo vereador que negociou tratamento de saúde

Rondônia | 15:35
Parceria da CAA-RO com Sebrae beneficia jovens advogados

Brasil | 15:26
ELETROCUTADOS: Rondonienses morrem em posto de combustíveis no MT

Polícia | 15:14
TEMPESTADE: Forte chuva derruba muro do Denarc na capital

Política | 15:16
ARTIGO: Advinha quem vai pagar a conta das campanhas eleitorais?

São Felipe D' Oeste | 15:08
Deputado Edson Martins garante recursos para agricultura

Política | 15:02
Câmara aprova pedido do vereador Edesio para solicitar documentos oficiais

Política | 15:03
Léo Moraes chama fundo partidário de aberração

Cacoal | 14:59
Maurão de Carvalho indica melhorias para a educação e social

Econômia | 14:54
Previsão de salário mínimo em 2018 cai para R$ 969

Política | 14:39
Parlamentar destaca Encontro Estadual dos Conselhos Tutelares e de Direito

Política | 14:34
Deputado critica atuação de gestor e técnicos da Sejucel

Brasil | 14:37
Ex-executivo que vive em aeroporto consegue emprego: 'obrigado a todos'

Brasil | 14:30
INSS: 7 dicas para não ter o pedido de aposentadoria recusado

Capital | 14:27
MEGA TEMPLO: Universal compra prédio onde funciona Semusa