Comitê Rondoniense para a Rio +20 se reúne pela primeira vez em Porto Velho

A reunião aconteceu na tarde desta segunda-feira (03) na sede da Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé em Porto Velho. Contou com a presença de membros do comitê representados pela SEDAM, SEMA, SEMDESTUR, Kanindé, Movimento Hip Hop da Floresta e líde

Comitê Rondoniense para a Rio +20 se reúne pela primeira vez em Porto Velho

Foto: Divulgação

A reunião aconteceu na tarde desta segunda-feira (03) na sede da Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé em Porto Velho. Contou com a presença de membros do comitê representados pela SEDAM, SEMA, SEMDESTUR, Kanindé, Movimento Hip Hop da Floresta e líderes dos índios Suruí, Cinta Larga e Gavião. O comitê foi montado na semana passada durante uma reunião no auditório do SEBRAE. “É importante que as entidades comecem logo a discutir estratégias de Rondônia para a Rio +20 que devem ser encaminhadas a ONU”, destacou Ivaneide Bandeira representante da Kanindé no comitê estadual.
O que esperar da Rio+20
Marcada para junho de 2012, no Rio de Janeiro, a Rio+20 - Conferência das Nações Unidas em Desenvolvimento Sustentável já vem provocando encontros de especialistas, ONGs e representantes da sociedade, desde o ano passado. De forma geral, espera-se que as decisões tomadas por lá sejam mais que um balanço dos últimos 20 anos que a separam da Rio 92, marco na história socioambiental mundial que resultou numa série de documentos importantes, como a Agenda 21, e também nas Convenções sobre Clima e Diversidade Biológica.
Homenagem a Marimop Surui Paiter e o Hip Hop da Comunidade Manoa na revista do Observatório do REDD
Confira na última edição da revista Observatório do REDD, a homenagem a Marimop Surui Paiter, falecido no dia 28 de agosto. Marimop é pai de Almir Surui, líder maior da nação Surui Paiter, e um sobrevivente do contato da sua nação com os "brancos" há cerca de 40 anos. Texto e foto de Sergio P. Cruz, colaborador da Kanindé.
O grupo Comunidade Manoa também está presente na revista com a letra do Hip Hop "O que beira a beira". O grupo defende os princípios do Movimento Hip Hop da Floresta (MHF): a essência da floresta, os sons das matas, os cânticos tradicionais dos povos indígenas e a realidade da vida urbana amazônica. Os integrantes do Manoa, Nei Mura e Eliezer Oliveira, são também colaboradores da Kanindé. Mais informações em comunidademanoa.blogspot.com
Direito ao esquecimento
Como resolver o problema dos animais de rua?
Como você classifica a gestão do prefeito João Gonçalves Jr. em Jaru?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Oral Esthetic LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS