ALERTA: Defesa Civil Municipal orienta o que deve ser evitado durante o período chuvoso

Objetivo é minimizar impactos causados pela chuva e garantir a segurança dos moradores

ALERTA: Defesa Civil Municipal orienta o que deve ser evitado durante o período chuvoso

Foto: Assessoria

Com previsão de mais chuvas intensas durante a semana, a Prefeitura de Porto Velho, por meio da Defesa Civil Municipal, reforça os alertas à população com o objetivo de minimizar impactos e garantir a segurança dos moradores. As equipes, que atuam preventivamente e prestam auxílio em casos de emergência, emitem orientações sobre medidas simples a serem adotadas diante das adversidades climáticas.
 
O gerente de operações e socorro de prevenção da Defesa Civil, Anderson Luiz, alerta sobre os riscos de chuvas fortes e temporais. “É importante seguir as dicas de segurança para evitar transtornos como contaminação, curto-circuito, enchentes e deslizamentos. Acompanhe a previsão do tempo e avisos meteorológicos para a região”.
 
Entre as orientações, estão:
 
- Não atravesse vias alagadas acima do meio-fio, pois a força da água pode arrastar veículos;
 
- Caso seja surpreendido por chuva forte, procure parar em local seguro, como em estacionamento de shoppings ou supermercados;
 
- Não estacione e/ou pare veículos embaixo de árvores, pois elas podem sofrer quedas ou serem atingidas por raios;
 
- Tome cuidado com a possibilidade de quedas de árvores, raios e descargas elétricas;
 
- Fique atento e vigilante ao nível de subida das águas, mesmo à noite;
 
- Evite áreas de risco e evite áreas de inundação. Se houver risco de deslizamentos de terra na região, fique alerta a qualquer sinal de rachaduras no terreno ou nas paredes.
 
Como prevenção, antes da chuva, é necessário cuidados básicos, como não jogar lixo em bueiros, para não obstruir a passagem de água; não construir residência próximas a córregos ou barrancos, pois pode haver inundações ou deslizamentos. “Na ocasião das fortes chuvas é importante estar em alerta quanto ao nível da água. Se estiver subindo, vá com sua família para um lugar seguro e não deixe crianças brincando na enxurrada ou nas águas dos córregos, pois elas podem ser levadas pela correnteza ou ser contaminadas com graves doenças, como hepatite e leptospirose”, informou Anderson Luiz.
 
O coordenador municipal de Proteção e de Defesa Civil (Compdec), Elias Ribeiro de Barros, fala sobre cuidados com raios e tempestades. "Se estiver chovendo forte ou trovejando, fique dentro de casa ou procure um lugar onde você possa se abrigar, desde que não seja uma área de risco".
 
Ele lista outras recomendações importantes:
 
- Evite viajar durante chuvas fortes e nunca dirijir por estradas alagadas;
 
- Se notar que o carro poderá ser arrastado pelas águas, pare, abandone o veículo e procure um local seguro;
 
- Desligar aparelhos elétricos das tomadas;
 
- Ficar longe de janelas;
 
- Não ficar próximo de árvores ou postes, porque eles atraem raios;
 
- Não ficar em pé em campo aberto;
 
- Evitar campos de futebol, praias e outros locais abertos;
 
- Não retirar roupas de varais de arame durante as chuvas fortes;
 
- Manter distância de alambrados, cercas, linhas telefônicas e elétricas, assim como estruturas metálicas em geral;
 
- Permanecer dentro do carro, já que automóveis oferecem proteção contra raios;
 
- Não ficar dentro da água;
 
- Usar o telefone somente em casos de emergência.
 
Sobre os deslizamentos de terra e desmatamento, a Defesa Civil alerta:
 
- Evite desmatar os morros, pois sem vegetação o solo fica sujeito a deslizamentos;
 
- Jamais plante bananeiras nas encostas: elas deixam a terra mais frágil;
 
- Fique atento para os sinais de perigo, como árvores, paredes, postes ou muros inclinados, portas e janelas emperradas e paredes com trincas ou barrigas;
 
- Rochas também são muito perigosas, especialmente se estiverem muito expostas na terra, em local sem vegetação e acima de sua casa;
 
- Abandone a área de risco com rapidez, mas sem correrias. Ninguém deve se preocupar em levar objetos;
 
- Evacue a área, evitando que pessoas desabilitadas ou curiosos entrem no local.
 
A Defesa Civil mantém um monitoramento constante e, em casos de emergência, oferece serviços de assistência social à população. Em caso de urgência e emergência, as equipes podem ser acionadas pelo telefone (69) 98473-2112 ou 199 (nacional), além do Corpo de Bombeiros, através do número 193.
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Cleiton Cheregatto em Novo Horizonte do Oeste?
Quem é mais culpado pelas enchentes em Porto Velho?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

N J Schaefer

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS