GRANA: Brasileiros ainda não sacaram R$ 8,02 bilhões de valores a receber

Sistema do BC já devolveu R$ 6,54 bilhões em recursos esquecidos

GRANA: Brasileiros ainda não sacaram R$ 8,02 bilhões de valores a receber

Foto: Reprodução da internet

Até março passado, cerca de R$ 8,02 bilhões em recursos permaneceram não resgatados no sistema financeiro, conforme informações divulgadas pelo Banco Central (BC).

 

Destes, aproximadamente R$ 6,54 bilhões foram recuperados pelo Sistema de Valores a Receber (SVR), provenientes de um montante total de R$ 14,56 bilhões disponibilizados pelas instituições financeiras.

 

Os dados do SVR são revelados com um atraso de dois meses. Até março, cerca de 19.842.315 correntistas conseguiram resgatar valores, o que representa apenas 31,1% dos 63.800.451 correntistas listados desde o início do programa, em fevereiro de 2022.

 

Dos beneficiários que já retiraram os valores, a maioria são pessoas físicas, totalizando 18.720.053, enquanto 1.122.262 são pessoas jurídicas. Por outro lado, os que ainda não efetuaram o resgate somam 40.746.526 pessoas físicas e 3.211.610 pessoas jurídicas.

 

A maioria dos valores não resgatados corresponde a quantias pequenas. Cerca de 63,54% dos beneficiários têm direito a valores de até R$ 10, enquanto 24,95% possuem valores entre R$ 10,01 e R$ 100. A faixa entre R$ 100,01 e R$ 1 mil representa 9,75% dos clientes, enquanto apenas 1,76% têm direito a valores superiores a R$ 1 mil.

 

Após quase um ano de inatividade, o SVR foi reaberto em março de 2023, com melhorias significativas, incluindo novas fontes de recursos, um sistema de agendamento atualizado e a possibilidade de resgate de valores de pessoas falecidas. Em março, foram resgatados R$ 280 milhões, um aumento em relação ao mês anterior, quando foram recuperados R$ 218 milhões.

 

A fase atual do SVR apresenta melhorias como a impressão de telas e protocolos de solicitação para compartilhamento no WhatsApp, além da inclusão de todos os tipos de valores previstos na norma do SVR. Uma sala de espera virtual também foi implementada, permitindo que todos os usuários façam a consulta no mesmo dia, sem a necessidade de um cronograma baseado no ano de nascimento ou na fundação da empresa.

 

Além disso, há agora a possibilidade de consultar valores de pessoas falecidas, com acesso para herdeiros, testamenteiros, inventariantes ou representantes legais.

 

O sistema também oferece mais transparência para contas conjuntas, permitindo que os titulares vejam as informações, como valor, data e CPF do solicitante, caso um dos titulares solicite o resgate de um valor esquecido.

 

Novas fontes de recursos foram incluídas no SVR, como contas de pagamento pré ou pós-pagas encerradas, contas de registro mantidas por corretoras e distribuidoras encerradas, e outros recursos disponíveis nas instituições para devolução.

 

O SVR também abrange valores disponíveis para saque no ano anterior, em contas-correntes ou poupança encerradas, cotas de capital e rateio de sobras líquidas de ex-participantes de cooperativas de crédito, recursos não procurados de grupos de consórcio encerrados, tarifas cobradas indevidamente e parcelas ou despesas de operações de crédito cobradas indevidamente.

 

O Banco Central alerta os correntistas sobre possíveis golpes de estelionatários que afirmam intermediar resgates de valores esquecidos. O BC enfatiza que todos os serviços do SVR são gratuitos e que não envia links nem entra em contato para discutir valores a receber ou confirmar dados pessoais.

 

A instituição financeira que aparece na consulta do SVR é a única autorizada a contatar o cidadão, e o BC solicita que nenhuma senha seja fornecida, esclarecendo que ninguém está autorizado a fazer tal solicitação.

Direito ao esquecimento
Qual pré-candidato à Prefeitura de Machadinho do Oeste tem sua preferência?
Como você avalia a gestão do prefeito Jurandir de Oliveira em Santa Luzia do Oeste?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS