PEDIDO DE PROVIDÊNCIA: Pais denunciam Escola São Pedro por falta de professor

Turma da 1ª série está sem aulas há mais de um mês e pais buscam solução junto ao Ministério Público

PEDIDO DE PROVIDÊNCIA: Pais denunciam Escola São Pedro por falta de professor

Foto: Divulgação

Pais de alunos da Escola São Pedro, localizada na Rua José de Alencar, entre as avenidas Marechal Rondon e Imigrantes, no bairro das Pedrinhas, denunciaram a instituição por falta de professor na Turma A da 1ª série. A escola, que foi usada como modelo para a abertura do ano letivo, enfrenta problemas desde o dia 1º de maio, quando a professora responsável entrou em licença de 60 dias.
 
Segundo informações da escola, foi solicitada uma professora substituta à Secretaria Municipal de Educação (Semed), mas até o momento a situação não foi resolvida. Os pais relatam que, ao buscarem informações diretamente na escola, recebem respostas evasivas, sendo frequentemente informados de que "não há o que fazer" e que precisam esperar, muitas vezes com funcionários mostrando descaso e sorrindo.
 
Diante da falta de solução, os responsáveis recorreram ao Ministério Público de Rondônia e aguardam uma resposta. A preocupação aumenta à medida que o calendário escolar avança; as provas do 2º bimestre estão se encerrando, e as crianças da Turma A só realizaram as avaliações do 1º bimestre.
 
Essa ausência prolongada de aulas prejudica seriamente o desenvolvimento educacional dos alunos e expõe falhas na gestão escolar e municipal. A comunidade escolar clama por uma resolução rápida para que os alunos possam recuperar o tempo perdido.
 
O Rondôniaovivo se coloca à disposição da Semed para quaisquer esclarecimentos à comunidade sobre o assunto relatado pelos pais e responsáveis dos alunos da instituição de ensino.
 
Na tarde desta sexta-feira (21), a direção da escola enviou nota de repúdio pela queixa dos pais. Veja a nota:
 
 
NOTA DE REPÚDIO E ESCLARECIMENTO DA EMEF SÃO PEDRO
 
"Prezados responsáveis pelos alunos e demais componentes da comunidade São Pedro. Fomos surpreendidos por matéria jornalística que afirma tratamento descortês e jocoso dos servidores desta escola ao tratar com a responsável de um de nossos alunos. Como primeiro passo em direção à construção de um bom relacionamento com todos, sempre priorizamos o atendimento humanizado. Este zelo e acolhimento refletem-se na grande participação que temos dos estudantes e seus familiares em todas as atividades desenvolvidas pela escola. Cientes desta realidade, manifestamos em completo repúdio a todo tipo de inverdade que se tente propagar a respeito dos servidores desta instituição de ensino. Estamos seguindo os trâmites administrativos e buscando com a maior celeridade possível a substituição da professora em licença para tratamento de saúde. Continuamos com as portas abertas à nossa comunidade para dirimir dúvidas e responder aos seus questionamentos, bem como tomarmos providências caso constatem falta de cordialidade no tratamento dispensado por nossos servidores. A Escola São Pedro não compactuará com práticas abusivas, nem com ofensas, tampouco com propagação de inverdades. Na expectativa de uma construção dialética e humanizada, saudamos todos vocês. Eni Guimarães"
Direito ao esquecimento
Como você avalia a gestão do prefeito Armando em Seringueiras?
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ouro Preto do Oeste tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS