BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Governo vai tentar conciliar economia com demanda de leitos de UTI

Confira a coluna de Cícero Moura

ASSESSORIA

14 de Julho de 2020 às 08:29

Atualizada em : 14 de Julho de 2020 às 19:17

Foto: Divulgação

 
MUDA DE NOVO
 
Deputados, empresários e comerciantes pressionaram e conseguiram mudança de critérios para o retorno das atividades no Estado. O Governo anunciou novas classificações dos municípios nas fases do Plano Todos Por Rondônia com a ampliação de atividades econômicas.
 
COMUM ACORDO
 
O Governo mantém o discurso da preocupação com a saúde e argumenta o uso de critérios técnicos aprovados pelos poderes. As novas classificações dos 52 municípios estão definidas em portaria considerando a alteração feita pelo decreto publicado na última sexta-feira (10). 
 
DEMANDA POR LEITOS
 
Foi alterado o critério da taxa de casos confirmados, que inclui óbitos e recuperados, pessoas que não ameaçavam demanda futura de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), por taxa de crescimento de casos ativos.
 
INTERNAÇÃO
 
Na prática o Governo pretende monitorar a demanda por leitos de UTI. A taxa de ocupação será usada como referência para avaliar até que ponto a liberação das atividades pode influenciar no número de infectados.
 
CRITÉRIO
 
Isso quer dizer que  para um município avançar em fases de maior ampliação de atividades econômicas, a taxa de crescimento de casos ativos e de leitos de UTI não pode alcançar índices que ameacem colapso na saúde.
 
CAPITAL
 
Porto Velho, por exemplo, apresenta uma expectativa de avançar para a fase 3, a de abertura comercial seletiva. Nesse caso,  são permitidas todas as atividades econômicas, exceto casas de show, bares e boates e eventos com mais de dez pessoas.
 
OUTROS SETORES
 
Cinemas e teatros, balneários e clubes recreativos, cursos e afins para pessoas com menos de 18 anos, cursos profissionalizantes e capacitações em instituições públicas, cursos e afins com mais de 10 pessoas também ficam com atividades limitadas.
 
FINANÇAS
 
De acordo com o governo, a mudança do critério de casos confirmados para casos ativos na matriz de reclassificação do plano, é considerada uma medida positiva para equilíbrio entre saúde e economia em Rondônia. 
 
INTERIOR
 
Os municípios devem permanecer na nova classificação de 15 a 29 de julho, com exceção dos que comprovarem condições para avançarem de fase, esses permanecem no mínimo por sete dias na fase classificada.
 
SEM RESPOSTA
 
O serviço de teleconsultas da prefeitura tem registrado alto índice de chamadas não atendidas no retorno da ligação do médico para o paciente. O contato com o cidadão é realizado pela equipe do Call Center para informar o agendamento de consultas, monitoramento da situação de saúde do paciente ou para a teleconsulta pré-agendada.
 
QUASE 50 LIGAÇÕES
 
De acordo com o Departamento de Regulação Avaliação e Controle (Drac) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), mais de 40 ligações diárias são perdidas porque pacientes não atendem as chamadas das equipes médicas. Somente em junho, 1.241 pessoas da relação de retorno do Call Center deixaram de atender as ligações. Em julho, até dia 12, foram 435 ligações não atendidas.
 
RECONSULTA
 
O contato com os pacientes é de extrema importância para que o município possa acompanhar a evolução do paciente. Os atendentes dizem que chegam a tentar até cinco chamadas sem sucesso. 
 
TRATAMENTO
 
Baseado nos sintomas relatados pelo usuário, o médico distinguirá o quadro sintomatológico de leve, moderado ou grave. Neste momento é aberto prontuário eletrônico para registro dos dados da chamada e ficará disponível para possíveis monitoramentos e evolução.
 
ROTINA
 
Bandidos roubaram R$ 10 mil de um homem  quando ele chegava em frente a agência do Banco Sicoob na Avenida Calama, bairro São João Bosco, na região Central de Porto Velho (RO).
 
SABIAM
 
Como é de costume, os assaltantes já sabiam que a vítima iria depositar o dinheiro. Um dos criminosos armado com uma pistola ameaçou atirar na vítima e exigiu todo o dinheiro que seria depositado.
 
FUGIRAM
 
A Polícia Militar foi acionada logo após o roubo, fez buscas na região mas não conseguiu localizar os criminosos. 
 
CAUTELA
 
Enquanto não houver mais cautela e estratégia de comerciantes e empresários, infelizmente, ações como esta de ontem continuarão acontecendo. Muitas vezes as pessoas seguem uma rotina para ir até os bancos o que acaba chamando a atenção dos bandidos.
 
INVESTIGAÇÃO
 
Embora os valores roubados quase nunca são recuperados, em quase 90% dos casos a polícia consegue identificar esse tipo de  criminoso,  pois normalmente eles conseguem informação privilegiada para abordar as vítimas no exato momento em que elas vão até os bancos.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS