FAMÍLIA: Herói da classificação do Porto Velho EC quase desistiu do futebol

Digão perdeu parentes recentemente e foi um dos responsáveis pela equipe da capital vencer Remo (PA) nesta semana

FAMÍLIA: Herói da classificação do Porto Velho EC quase desistiu do futebol

Foto: Leandro Morais/Divulgação Porto Velho EC

O goleiro Digão desempenhou um papel crucial na classificação do Porto Velho para a segunda fase da Copa do Brasil, após uma vitória por 1 a 0 sobre o Remo. Como membro remanescente do time campeão de Rondônia em 2023, ele fez declarações emocionantes após o jogo.

 

Digão revelou que passou por perdas familiares recentes e considerou encerrar sua carreira no futebol.

 

Ele compartilhou suas emoções ao final do jogo, mencionando que perdeu recentemente seu avô, um grande apoiador, e também um filho, o que o levou a pensar em desistir. No entanto, ele expressou que sentiu que Deus estava mostrando a ele que não era o momento certo para parar.

 

“Para mim, esse período está sendo muito difícil. Perdi recentemente um grande incentivador, meu avô, perdi um filho e pensei sinceramente em parar. Mas Deus mais uma vez está me mostrando que não é hora”, revelou em entrevista ao Prime Video após a partida.

 

Digão após a conquista do Campeonato Rondoniense de 2023 - Foto: Leandro Morais/Divulgação Porto Velho EC

 

Antes do jogo, Digão protagonizou uma cena tocante ao pisar descalço no gramado do Aluizão, citando um versículo sobre plantar a fé. Ele destacou a importância da fé e expressou determinação em continuar lutando pela equipe e pela cidade.

 

A vitória de Digão e do Porto Velho quebrou um hiato de oito anos sem uma equipe de Rondônia avançar na Copa do Brasil, repetindo o feito do Genus e da Ulbra, de Ji-Paraná, em competições anteriores.

 

O histórico de Digão, de 1,96m, inclui passagens por grandes clubes brasileiros, como Botafogo, Flamengo e Ponte Preta, durante sua formação. Ele também jogou em clubes nacionais e internacionais, mostrando sua versatilidade e experiência no futebol.

 

Sua presença foi fundamental na conquista do título estadual de 2023, garantindo a vaga do Porto Velho na Copa do Brasil de 2024.

 

“Toda honra à Deus por esse resultado e a atuação. Quero agradecer aos torcedores. Sabemos a dificuldades de ser uma terça-feira. A classificação é muito boa. A estrutura, financeiramente também. Agora é desfrutar. A cidade merece”, disse ele.

Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Cleiton Cheregatto em Novo Horizonte do Oeste?
Quem é mais culpado pelas enchentes em Porto Velho?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

N J Schaefer

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS