BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

REPÚDIO: Condege lança nota contestando a atual postura do Ministério da Saúde

Para os defensores públicos o acesso aos serviços de saúde sexual, seguem a recomendação da Comissão Interamericana de Direitos Humanos

Rondoniaovivo

06 de Junho de 2020 às 12:37

Foto: Divulgação

O Colégio Nacional dos Defensores Públicos Gerais diz que a continuidade dos serviços de saúde sexual e reprodutiva durante a pandemia é uma recomendação da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH). 

 

O Condege está contra a posição do Ministério da Saúde que revogou a nota técnica que, justamente, tratava do acesso a saúde sexual nesse momento de pandemia. Para isso, lançou uma nota de repúdio à atitude do ministério.

 

Veja a nota publicada pelo CONDEGE

 

 

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS