BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Sem circulação: Governador lança novo decreto com restrições para Porto Velho e Candeias do Jamari

No texto do documento, fica suspenso o funcionamento das rodoviárias da capital e de Candeias

Rondoniaovivo

06 de Junho de 2020 às 01:30

Atualizada em : 07 de Junho de 2020 às 09:33

Foto: Divulgação

 
O Governador Marcos Rocha assinou um novo decreto no final da noite da última sexta-feira (06), com uma série de medidas restritivas para às populações de Porto Velho e Candeias do Jamari, visando evitar a circulação de pessoas e o avanço do coronavírus no Estado. As novas medidas valem até o dia 14 de junho.
 
Segundo o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde, Rondônia tem hoje 6862 casos de Covid-19, como 213 mortes, sendo a maioria dos infectados e óbitos em Porto Velho. O secretário estadual de Saúde, Fernando Máximo, já informou que os hospitais da capital já atingiram a capacidade máxima e deve faltar leitos para atender a grande demanda de pessoas com sintomas da doença. 
 
No texto do novo decreto, fica suspenso o funcionamento das rodoviárias de Porto Velho e Candeias do Jamari. Também não será permitido os serviços de transporte público coletivo municipal, bem como o transporte público ou particular, coletivo e individual, intermunicipal e táxi lotação com origem e destino para essas cidades. 
 
Segundo o texto, somente serão admitidas entrada e saída da sede dos municípios de Porto Velho e Candeias do Jamari, através de rodovias e hidrovias, para os seguintes veículos: ambulâncias, viaturas policiais e veículos oficiais. E também aos residentes retornando para casa e profissionais de saúde. 
 
Estão proibidas também as atividades internas dos escritórios de contabilidade e advocacia, e qualquer tipo de atendimento presencial nesses locais, mesmo com hora marcada. Já os trabalhadores e servidores públicos que necessitarem se deslocar, devem levar consigo uma Declaração de Serviço Essencial, a ser fornecida pelo empregador.
 
O decreto também suspende todas as obras públicas e privadas, salvo aquelas relativas às áreas da saúde, segurança pública, sistema penitenciário e saneamento. 
 
Leia o novo decreto para evitar a circulação de pessoas nas cidades de Porto Velho e Candeias do Jamari.

Documentos anexos

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS