HÁ DOIS MESES: Em meio a pandemia, obra de ampliação do Cemetron está paralisada

Sesau alegou inconsistência nos projetos e na planilha orçamentária

HÁ DOIS MESES: Em meio a pandemia, obra de ampliação do Cemetron está paralisada

Foto: Divulgação

A obra de reforma e ampliação do Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron), está paralisada há mais de dois meses, em Porto Velho (RO). A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). 
 
O contrato assinado em fevereiro de 2020, previa uma ampliação de área de 9.634,24 metros quadrados com estrutura moderna e nova administração.
 
Porém, de acordo com a Secretaria de Saúde, a obra teve que ser paralisada por inconsistências encontradas nos projetos e na planilha orçamentária para execução da construção e reforma da unidade.
 
No início de maio do ano passado, a obra na área interna do hospital teve que ser paralisada devido ao grande número de pacientes infectados com covid-19, mas os trabalhos seguiram na área externa, conforme informou a Sesau.
 
Caso estivesse pronta, a construção e reforma avaliada em mais de R$ 11 milhões, previa a criação de auditório, Unidade de Terapia Intensiva (UTI), central de esterilização, almoxarifado e bloco administrativo; reforma e ampliação de blocos existentes, além da disponibilização de estacionamentos frontal e lateral para visitantes e funcionários.
 
Nesta quinta-feira (4), uma reunião deve acontecer para decidir quando volta as obras.
 
Com o avanço da pandemia do coronavírus em nosso Estado, a ampliação do Cemetron é uma obra de extrema necessidade para atender a população da capital e de demais cidades de Rondônia. Vale lembrar que existem mais de 100 pessoas com Covid-19, aguardando uma vaga para serem internadas nas UTI’s estaduais.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS