NOVOS TEMPOS: Lista de compras para recrutas da Base Aérea de PVH inclui balde e vassoura

Entre os itens solicitados para os novos soldados estão fronha, papel higiênico, agulha, linhas, balde, vassoura, rodo, panos de chão, desinfetante, sabão em pó, entre outros

NOVOS TEMPOS: Lista de compras para recrutas da Base Aérea de PVH inclui balde e vassoura

Foto: Divulgação

Durante o feriado de Carnaval, a imagem de uma lista circulou em grupos de WhatsApp e chamou a atenção dos cidadãos de Porto Velho.
 
Segundo informações dos novos recrutas da Base Aérea da capital, seria itens obrigatórios que eles deveriam levar para o local de trabalho.
 
Entre os pedidos estão objetos de higiene pessoal (escova de dente, creme dental, barbeador, sabonete, duas toalhas de banho, talco e desodorante).
 
A longa lista supostamente obrigatória ainda segue com pedidos curiosos como papel higiênico, lençol, travesseiro, fronha, canetas, sabão em pó, escova, amaciante, desinfetante, panos de chão, pá de lixo, vassoura, balde e rodo. 
 
 Mal começaram a trabalhar, os novos recrutas têm que gastar cerca de R$ 1.300
 
O Rondoniaovivo fez uma rápida cotação de preços em grandes supermercados e mercadinhos de bairro da cidade e o valor dos produtos variou entre R$ 1.250 a mais de R$ 1.400. A média ficou em 1.300 reais. 
 
No total são 55 itens, incluindo os opcionais como espuma de barbear, protetor solar, repelente e manteiga de cacau.
 
Críticas
 
Uma das opiniões que chegaram até a redação foi de um pai de um dos novos recrutas: “Sabe o que é essa lista? O kit que cada novo recruta tem que entregar para Base Aérea. Camisa, calção, material de limpeza... Sei que chega a R$ 1.300,00. Temos que bancar as Forças armadas mesmo depois de pagar impostos?”, desabafou ele.
 
Entramos em contato com o comandante da Base Aérea de Porto Velho, coronel Danilo Popp Lucas, que gentilmente atendeu nossa equipe, mas não soube informar se a lista realmente era distribuída aos novos recrutas. 
 
“Pelo que eu consegui ler são itens de uso pessoal, mas vou averiguar se realmente são pedidos e o motivo também. Porém, peço que vocês encaminhem uma solicitação para Secomaer [setor de comunicação social da Aeronáutica em Brasília] para que deem uma resposta oficial a vocês”.
 
Até o fechamento desta matéria, a Aeronáutica não enviou nenhum posicionamento sobre o tema. Caso chegue, faremos a atualização do texto.
 
Gastos
 
Enquanto isso, o Ministério da Defesa tem conseguido driblar os cortes e até aumentar sua fatia nessas despesas, ganhando prioridade em relação a áreas como saúde, educação e infraestrutura.
 
Em 2022, a Defesa tem uma reserva de R$ 8,7 bilhões para investimentos, o equivalente a 20,7% dos R$ 42,3 bilhões autorizados para este ano.
 
Na prática, a cada R$ 5 destinados a esse tipo de gasto, R$ 1 está direcionado para a área militar. Essa fatia era de 14,2% em 2015 e vem crescendo desde então.
 
O valor da Defesa supera a soma das dotações nos Ministérios da Saúde (R$ 4,6 bilhões) e Educação (R$ 3,45 bilhões), onde ambos tiveram queda real de cerca de 3% em relação ao ano passado.
 
A dotação das Forças Armadas também é maior do que os recursos aprovados para obras e aquisição de equipamentos pelo Desenvolvimento Regional (R$ 7,5 bilhões) e pela Infraestrutura (R$ 6,5 bilhões).
 
Os investimentos desses dois setores incluem manutenção e abertura de estradas, obras de segurança hídrica, saneamento básico, habitação social e mobilidade urbana.
 
No orçamento, algumas das ações programadas pela Defesa incluem a aquisição de cargueiros militares, sistemas de monitoramento de fronteiras e desenvolvimento de sistemas de tecnologia nuclear da Marinha.
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Aldo Júlio em Rolim de Moura?
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ariquemes tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Claudecir Réboli

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS