INFLUENZA: Estudo do Butantan sobre vacina tetravalente contra gripe é realizado em PVH

Pesquisa, coordenada pelo Cepem, tem como foco crianças de 6 a 35 meses

INFLUENZA: Estudo do Butantan sobre vacina tetravalente contra gripe é realizado em PVH

Foto: Assessoria

O Instituto Butantan realiza um estudo clínico para avaliar a imunogenicidade (eficácia) e a segurança de uma nova vacina tetravalente contra o vírus da influenza (gripe). A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) é parceira da pesquisa, coordenada em Porto Velho pelo Centro de Pesquisa em Medicina Tropical (Cepem).
 
O imunizante em teste inclui quatro cepas do vírus Influenza, sendo duas da linhagem A (H3N2 e H1N1) e outras duas da B (B Victoria e B Yamagata). O objetivo é ampliar os componentes das vacinas da gripe e sua proteção, especialmente nas populações que correm risco de agravamento no quadro da doença. Hoje, a vacina contra a gripe disponibilizada pelo SUS é a trivalente.
 
Em Porto Velho, podem participar da pesquisa as crianças saudáveis de 6 a 35 meses, de ambos os sexos, desde que não tenham sido imunizadas contra a influenza nos últimos 6 meses e nem recebido qualquer tipo de imunizante nos últimos 28 dias.
 
De acordo com a médica infectologista Mariana Pinheiro, investigadora do Cepem, a segurança da vacina já foi exaustivamente testada e comprovada, desde 2021, quando a pesquisa foi iniciada. Agora, o estudo busca mapear o real efeito da vacina no organismo e a eficácia do produto.
 
“O ensaio clínico busca avaliar a superioridade de imunização da tetravalente comparativamente com a trivalente, ou seja, comprovar que o novo imunizante apresenta uma melhor resposta de proteção para o indivíduo”.
 
A médica do Cepem ainda aponta que todos os estudos são realizados no mais alto padrão de segurança para o participante. Além disso, todas as crianças inseridas na pesquisa recebem o acompanhamento médico por período de seis meses para suporte em qualquer situação de saúde, seja ela relacionada aos sintomas gripais ou não.
 
A participação da Semusa no estado é instruir os profissionais de saúde, em especial os vacinadores, sobre como monitorar e atuar com as crianças que já participam da pesquisa. Além disso, disponibilizar as unidades de saúde para a atuação dos técnicos do Cepem na captação de novos voluntários.
 
Os pais ou responsáveis interessados em contribuir com o estudo podem procurar o Cepem, localizado ao lado do Hospital Cemetron, na avenida Guaporé, 215, bairro Lagoa. Ou ainda pelo telefone (69) 99202-2873.
 
“Esta pesquisa é essencial para avançarmos na proteção contra a influenza em nossas crianças. Com os resultados que serão obtidos a partir deste estudo clínico, poderemos incluir o novo imunizante no portfólio de vacinas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde”, orienta a médica Mariana Pinheiro.
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Cleiton Cheregatto em Novo Horizonte do Oeste?
Professores e policiais militares devem ter direito à isenção de IPVA?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS