COLUNA SEMANAL: Ofícios do Sintero são jogados no lixo em reunião com representantes do Governo

A coluna traz também a posição do Simero contra a criação de cursos de medicina em cidades sem estrutura em Rondônia; a briga dos irmãos Cassol pelo controle do PP no Estado e muito mais

COLUNA SEMANAL: Ofícios do Sintero são jogados no lixo em reunião com representantes do Governo

Foto: Divulgação

Inferno Astral

 

O inferno astral do Governo Marcos Rocha pode estar prestes a começar. Os dois maiores sindicatos de servidores públicos de Rondônia, Sintero e Sindsaúde, estão preparados para deflagrar greves. Os motivos são os de sempre: contratação de pessoal, aumento do valor do ticket alimentação, melhores condições de trabalho e recuperação salarial. Se esses movimentos se concretizarem, vai ser uma dor de cabeça para o governo estadual. Afinal, alunos sem escola e doentes sem terem médicos ou medicamentos, são situações que  tiram a paciência de qualquer cidadão, seja ele de bem ou não.

 

Conversa

 

 

Nessa tentativa de conversa, mesmo sentando com  representantes do Governo de Rondônia, nem sempre o nível da conversa consegue se manter. Aliás, um episódio relatado pela presidenta Sintero, Dioneida Castoldi(foto), mostrou, afirmou, o descaso como estão sendo tratados. Ela disse que depois de muitos ofícios e pedidos conseguiram uma reunião com um representante do governo estadual. Pois bem, lá foram a presidenta e o advogado da entidade para o tal encontro, e havia também um representante da Procuradoria Geral do Estado.

 

Deu um Piti

 

 

Dioneida explanou a situação para o representante oficial do Estado, e colocou na mesa, os ofícios que a entidade havia enviado ao Governo de Rondônia solicitando uma audiência para tratar dos pedidos dos trabalhadores da educação. Segundo ela, nesse momento o negociador teve um ‘piti’ e disse que sob pressão não negociaria com ninguém e jogou os ofícios na lata de lixo, na frente de todos. O choque, com a atitude, para os que estavam na sala foi de espanto geral. Foi nessa hora que o tempo fechou e, se não fosse a habilidade do advogado do sindicato e do representante da PGE para acalmar os nervos de todos, o que era uma oportunidade da pacificação teria virado um verdadeiro barraco. Tem gente que precisa se lembrar que os cargos passam e o mundo não gira, capota!

 

Educação municipal

 

 

Mas a situação não está complicada apenas para os trabalhadores na área da Educação estadual. Em Porto Velho está sendo travada outra queda de braço entre Sintero e a prefeitura. Houve uma assembleia da categoria na última quinta-feira(21), e entre as pautas estavam a valorização das técnicas/os e percentual dos pagamentos do Salário Nacional do Magistério de 2023 e 2024. Uma decisão tomada foi a de paralisação dos servidores municipais da educação na próxima terça-feira(26), a partir das 8h, com mobilização na Câmara Municipal de Porto Velho. Em um ano de eleição e Hildon Chaves tentando emplacar um candidato, a última coisa que ele precisa para atrapalhar os planos é uma greve de servidores.

 

Sindsaúde

 

 

Já para os trabalhadores da Saúde, a situação também não é nada animadora. Desde o último dia 15, eles estão prontos para deflagrar uma paralisação da categoria, e só não ocorreu ainda por questões jurídicas. O motivo, infelizmente, são os de sempre: falta de pessoal, sobrecarga de trabalho, aumento no valor do ticket alimentação entre outros temas. A presidente do Sindsaúde, Célia Campos, esteve no Programa Conexão Rondoniaovivo, onde explanou para o jornalista Ivan Frazão, sobre a insatisfação da categoria com o Governo do Estado. Assista aqui a conversa!

 

Médicos Contra

 

 

Está sendo anunciado que Vilhena vai receber um curso de medicina. Jaru já conta também com um. Nada contra, mas será que essas cidades estão preparadas, com hospitais universitários para atender esses futuros estudantes e médicos? A coluna procurou ouvir o Sindicato dos Médicos de Rondônia(Simero) sobre essa criação de cursos de medicina em cidades do interior de Rondônia. Veja a resposta do Simero:

 

"O Sindicato Médico de Rondônia (Simero) é contra a abertura de novos cursos desenfreadamente. Nenhuma de nossas faculdades tem hospital escola. A rede pública já está saturada de alunos de todas as faculdades da saúde, inclusive da Medicina. O aprendizado prático é parte fundamental na formação do Médico. Não se pode aceitar vagas novas sem estudos de viabilidade, o que, claro, inclui o aumento de vagas em hospitais para o aprendizado prático. Não nos referimos a instituição alguma. Apenas expomos a posição deste sindicato como entidade médica responsável e atuante".

 

Briga dos Cassol

 

E a disputa na família Cassol entre os irmãos Jaqueline e Ivo pelo comando do Partido Progressista em Rondônia, como já prevíamos, está longe de acabar. Após, literalmente, tomar da irmã a presidência do diretório estadual do partido, com a anuência do presidente nacional da sigla, senador Ciro Nogueira, Ivo Cassol achou que ficaria por isso mesmo e o tempo se encarregaria de fechar as mágoas, deixando o caminho livre para ele sonhar com um possível retorno ao comando do Governo de Rondônia.

 

Jaqueline vai lutar

 

 

Mas Jaqueline é uma mulher de fibra e as últimas informações são de que ela não vai entregar o comando do diretório estadual do PP de graça. Para isso, já está se articulando para brigar judicialmente pela presidência do diretório rondoniense do partido. Essa disputa entre os irmãos, lembra aquele samba do Paulinho da Viola, chamado ‘Pecado Capital’. Um dos trechos fala sobre ‘dinheiro’, mas que pode ser trocado, nesse caso, pela palavra ‘poder’. Veja um trecho do samba ou ouça aqui:

 

'Mas é preciso viver

E viver não é brincadeira não

Quando o jeito é se virar

Cada um trata de si

Irmão desconhece irmão

E aí dinheiro na mão é vendaval

Dinheiro na mão é solução

E solidão'

 

 

Vereador Gelatina

 

 

Tem vizinho que não perde nada por uma boa fofoca. Essa semana, os grupos de whatsapp de Rondônia, ficaram em polvorosa. Um vereador da capital, ao que tudo indica, foi pego na hora ‘H’, pela esposa, com a amante. A titular enfurecida armou o maior barraco e um vizinho por cima do muro, gravou toda a confusão e jogou nos grupos de whatspp. Mas o pior, foi a mulher do parlamentar dizer, no calor da ira, que o vereador “não dava nem conta da esposa” e “que ele tinha uma p** de gelatina”. Essa última parte foi a que caiu na graça das redes sociais! Com um vizinho desses, ninguém precisa de inimigo! Perigo é virar jingle na eleição!

 

Prefeitos

 

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa que adiou a Mobilização Municipalista prevista para o dia 2 de abril para a semana seguinte, dia 9. A mudança de data se deve à informação de cancelamento das sessões deliberativas na Câmara dos Deputados entre os dias 1º e 5 de abril, decisão tomada na reunião de líderes realizada na terça-feira, 19 de março.Segundo parlamentares, a decisão de cancelar as sessões no período se deve ao calendário das eleições municipais, tendo em vista o prazo relacionado ao fim da janela partidária e ao registro de estatutos e filiação, que se encerra no dia 6 de abril.

 

 

Heuro

 

Um assunto que sempre chamou a atenção da população de Rondônia é a construção do novo Hospital de Emergência e Urgência de Rondônia (Heuro), que vai substituir o Pronto Socorro João Paulo II que, aliás, já passou da hora de ser fechado. Na última semana, várias informações circularam de que as obras estavam paradas, que as licenças haviam sido suspensas pela Prefeitura e até que o dono do terreno onde centro hospitalar, no bairro Três Marias, em Porto Velho, será construído entrou com uma ação por não ter recebido o pagamento pela venda da área. 

 

 

Novo formato

 

Diante de tantas informações, a coluna entrou em contato com o advogado Lenine Alencar, representante da empresa Vigor Turé, em Rondônia, responsável pela construção do hospital. Ele rebateu todas as notícias negativas sobre o empreendimento. Informou que num primeiro momento o hospital seria feito de forma vertical em uma área de aproximadamente 15 mil m², mas percebeu-se que a logística, operação e manutenção seriam muito mais caras. Um exemplo, seria a utilização dos elevadores. Assim, decidiu-se pela construção horizontal.

 

 

Mais Terrenos

 

Lenine explicou que foi necessária a aquisição de mais terrenos no entorno do local, no bairro Três Marias. Isso fez com que a área construída saltasse para 39 mil m², sem contar os terrenos que ficarão para estacionamento e áreas para circulação de pedestres.

 

Hipoteca

 

Sobre a informação de que as obras para a construção do hospital foram paralisadas por falta de pagamento ao dono do terreno que entrou na Justiça contra a Vigor Turé, Lenine negou. Ele explicou que com a aquisição desses novos terrenos, um deles tinha uma hipoteca junto ao Banco do Brasil, e a Vigor Turé suspendeu os pagamentos temporariamente ano passado para que os vendedores dos imóveis procedessem a baixa da hipoteca de uma delas a fim de prosseguirem com os pagamentos e poder regularizar todos os imóveis que compreendem o HEURO.

 

 

Acordo

 

“Diante dessa suspensão a vendedora (empresa Arcanjo Gabriel) ajuizou uma ação de cobrança contra a Vigor Turé. Na audiência de conciliação, a primeira que teve, houve um acordo entre vendedora, Arcanjo Gabriel e compradora, Vigor Ture. A primeira procedendo o pagamento e a baixa da hipoteca e a segunda continuando com os pagamentos normalmente até a quitação geral dos terrenos. Isso deve ocorrer dentro de 5 meses”, frisou. Veja a nota da incorporadora!

 

 

 

Semur

 

Sobre a suspensão das licenças por parte da prefeitura da capital, Lenine não poupou críticas ao titular da SEMUR - Secretaria Municipal de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo, Edmir Monteiro Brasil Neto.

 

“O titular da pasta SEMUR dá a impressão que trabalha como cobrador da empresa que vendeu os terrenos para a Vigor Turé. Mal sabe ele que esse tipo de trabalho, de cobrador, é dispensável porque não existe parcela atrasada e a empresa que está construindo detém a posse de todos os lotes onde está sendo construído o HEURO. Chegaram a falar em um débito de mais de R$ 12, 13 milhões de reais desses terrenos, quando na verdade o saldo devedor é de pouco mais de R$ 1,5 milhões. O secretário da SEMUR falta com a verdade quando alega que os documentos não lhe foram apresentados para concessão da licença e que os requerimentos de cadastros dos imóveis não foram protocolados”, declarou o advogado.

 

R$ 200 milhões

 

Ao final, Lenine Alencar garantiu que o hospital Heuro vai ficar pronto e que a empresa Vigor Turé já aplicou no projeto, obra básica e construção mais de R$ 30 milhões até o momento. A empresa, contou, que ainda vai aplicar outros R$ 170 milhões, dando um total de R$ 200 milhões para construir o complexo hospitalar, sendo com 100% de capital próprio.

 

Esperança

 

“Não há 1 real sequer de dinheiro público aplicado até o momento e não terá até a conclusão da obra”, enfatizou. Quem viver, verá! Essa é uma das obras públicas mais esperada por rondonienses e por moradores dos Estados vizinhos e da Bolívia.

 

 

Cursinho Grátis

 

 

O Instituto Federal de Rondônia (Ifro), da avenida Jorge Teixeira, está desenvolvendo um interessante projeto de extensão que consiste em aulões gratuitos para o Concurso Nacional Unificado (CNU). As aulas são presenciais e acontecem todos os sábados, a partir das 09h da manhã, na sede do Ifro. A entrada é um quilo de alimento não perecível, para ser doado. Os interessados vão estar concorrendo a 6.640 vagas para lotação em 21 órgãos federais. As inscrições podem ser feitas no site do Even, clique aqui!

 

Leilão

 

 

A nova rodoviária de Porto Velho está com obras a todo vapor. Para quem procura uma oportunidade de negócio naquela área, informamos que um hotel está indo a leilão. Trata-se do Hotel do Porto, localizado na avenida Dom Pedro II, 3090, próximo à rodoviária. O prédio possui edificações em alvenaria, quais sejam: prédio composto de térreo e primeiro andar, com janelas em blindex, piso em cerâmica, forro em gesso e cinquenta apartamentos/suítes, além de recepção, escritório, cozinha, área de café da manhã, banheiros e lavanderia, sendo que os 50 apartamentos possuem banheiro, ar condicionado central, frigobar  e garagem coberta com 30 vagas. O lance inicial é de R$1.320.000,00. Um segundo leilão terá desconto de 40%. O leilão está a cargo da Leilões Aguiar e Oliani. Mas informações, clique aqui

Direito ao esquecimento
Qual pré-candidato à Prefeitura de Machadinho do Oeste tem sua preferência?
Como você avalia a gestão do prefeito Jurandir de Oliveira em Santa Luzia do Oeste?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS