ENERGISA: Operação identifica furto de energia em madeireira de Ariquemes

Energia desviada seria suficiente para abastecer 100 casas populares durante um mês.

ENERGISA: Operação identifica furto de energia em madeireira de Ariquemes

Foto: Assessoria

Uma operação conjunta entre a Polícia Militar, Polícia Técnico-Científica (Politec)  e a Energisa foi realizada na cidade de Ariquemes, onde foi identificado um caso de furto de energia em uma madeireira. Durante a inspeção, foi descoberto que o estabelecimento possuía um transformador ligado diretamente, desviando o consumo real e causando prejuízos significativos à concessionária e à comunidade. A energia furtada seria suficiente para abastecer 100 casas populares durante um mês.
 
A Polícia Militar foi acionada e compareceu ao local acompanhada da Politec para confirmar o ocorrido. O responsável pelo estabelecimento foi conduzido à Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) para prestar esclarecimentos.
 
Além causar riscos de descarga elétrica, o furto de energia afeta o fornecimento, pois a rede é preparada para clientes cadastrados e em situação regular; gera prejuízos de R$ 100 milhões por ano aos cofres públicos, recursos que poderiam ser investidos em saúde e educação; e ainda pode prejudicar clientes que pagam suas contas de energia em dia.
 
Também é importante destacar que o furto de energia é crime, previsto pelo Código Penal Brasileiro, enquadrado nos artigos 171, referente a fraudes (estelionato), e no parágrafo 3º do artigo 155, que trata de furtos. A pena para este crime pode variar de um a quatro anos de prisão, além da cobrança dos valores retroativos referentes ao período fraudado e multas.
 
As autoridades policiais e a Energisa solicitam apoio da população para identificar e denunciar ligações clandestinas. As denúncias podem ser feitas de forma anônima pelo contato da polícia, 190, ou pelo call center da Energisa, 0800 647 0120.
Direito ao esquecimento
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ji-Paraná tem sua preferência?
Como você avalia a gestão do prefeito Cornelio em São Miguel do Guaporé?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS