CRISE HÍDRICA: Rio Madeira seca 3 metros em 15 dias e deixa comissão em atenção

Índice foi somente na capital e Defesa Civil Municipal decretou "cota de alerta"

CRISE HÍDRICA: Rio Madeira seca 3 metros em 15 dias e deixa comissão em atenção

Foto: Reprodução da internet

O nível do Rio Madeira está em "cota de alerta" após ter caído abaixo de 5 metros em Porto Velho, segundo a Defesa Civil Municipal. Nos primeiros 15 dias de junho, o nível do rio diminuiu mais de 3 metros.
 
Especialistas preveem que o pico da estiagem em 2024 ocorrerá nos meses de agosto e setembro. Desde o início de junho, o nível do Rio Madeira tem caído consistentemente na capital, conforme dados do Serviço Geológico do Brasil (SGB). Em um período de 20 dias, o nível do rio baixou de 8,23 metros (em 1º de junho) para 4,55 metros, conforme registrado nesta terça-feira (25) e divulgado pelo Corpo de Bombeiros de Rondônia.
 
Com a intensificação da seca, moradores ribeirinhos demonstraram preocupação, e poços começaram a ser cavados em suas comunidades. A seca severa que atinge o Norte desde outubro do ano passado é atribuída a dois fatores que impedem a formação de nuvens e chuvas, afetando assim o nível do rio.
 
Em resposta à queda, a Defesa Civil Municipal decretou "cota de alerta", medida adotada quando o nível do Rio Madeira fica abaixo de 5 metros. No mesmo período, em 2023, o rio estava 4 metros acima desse nível, com 8,39 metros — a média para o mês é de 7 a 8 metros.
 
 
Seca mais rigorosa e alerta
 
Especialistas do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) indicam que a seca será mais rigorosa este ano. Com a formação de bancos de areia, os efeitos da crise hídrica já são visíveis ao longo do rio.
 
De acordo com o boletim hidrológico da Bacia do Rio Madeira (SAH Madeira), a tendência é que o processo de vazante do Rio Madeira em Porto Velho continue. A vazante é a fase em que o nível da água do rio diminui, geralmente após um período de cheia, caracterizada pela redução gradual do volume de água.
 
Em todos os pontos de monitoramento do SAH Madeira, os níveis do rio estão abaixo da faixa de normalidade para esta época do ano. Em Jirau-Jusante Beni, o rio apresenta o nível mais baixo registrado para a temporada.
 
Este processo de seca está relacionado às chuvas observadas recentemente e às previstas para as próximas semanas nos pontos de monitoramento do Rio Madeira, conforme o SGB.
 
 
Baixos índices de chuva
 
Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os índices de chuva em Rondônia estão abaixo da média. Em Porto Velho, por exemplo, ainda não houve acumulação de chuvas em junho. Em 2024, essa redução das precipitações começou em maio, marcando a transição da estação chuvosa para a seca na Amazônia.
 
O boletim meteorológico do Inmet para os próximos dias indica muito sol e baixa probabilidade de chuva em todo o estado de Rondônia. No entanto, no Oeste do estado, há possibilidade de chuvas isoladas em algumas áreas.
Direito ao esquecimento
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ji-Paraná tem sua preferência?
Como você avalia a gestão do prefeito Cornelio em São Miguel do Guaporé?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS