VÍDEO: Jornalista de RO tem site hackedo e usado para atacar humorista global

“Agora estão atacando o meu jornal e a mim também”, disse o comunicador

VÍDEO: Jornalista de RO tem site hackedo e usado para atacar humorista global

Foto: Divulgação

Após responder diversos seguidores nas redes sociais, depois de fazer piada com Luciano Hang, dono da Havan, Paulo Vieira expôs diversas mensagens racistas que vem recebendo. O humorista aproveitou a oportunidade para explicar que está bem, mas que vem recebendo muitos ataques deste tipo.
 
 
“São centenas de comentários assim. Fora as ligações pra mim, pra minha equipe, minha família. E eu tô bem, tá? Sei que isso é só reação ao poder incontestável do humor. Tô forte e cada vez mais certo do meu papel”, explicou.
 
 
Na sequência, Paulo aproveitou para expor os prints e as ameaças que vem recebendo.
 
 
O contratado da Globo aproveitou para pedir que seus seguidores mandem prints para que ele possa tomar as medidas cabíveis. “Podem printar e me mandar os casos mais absurdos que o que eu tenho é advogado”
 
 
REBATEU COMENTÁRIO SOBRE MORTE DE PAULO GUSTAVO
 
Paulo Vieira voltou a bater boca com bolsonaristas em um post em que rebate um boicote proposto pelos apoiadores do atual Presidente da República. Após uma piada sobre Luciano Hang, mais conhecido como “Velho da Havan”, no Melhores do Ano, da Globo, o humorista foi alvo dos eleitores de direita.
 
 
Em um comentário, um bolsonarista repete a mesma frase que o contratado da Globo utilizou, mas com o nome de Paulo Gustavo. “Chorei quando o Paulo Gustavo morreu. Eu fiquei revoltado. Que Deus é esse que leva o Paulo Gustavo e deixa o Paulo Vieira?”, escreveu o perfil no Twitter.
 
 
Sem pensar duas vezes, Paulo Vieira rebateu o comentário e voltou a alfinetar o atual chefe do poder executivo. “Paulo Gustavo estaria vivo se não fosse o seu presidente”, escreveu o humorista.
 
 
VILHENENSE HACKEADO
 
Entre os prints com ofensas a ele, o humorista publicou um com o perfil do “Rota Policial News”, um dos sites de notícias mais prestigiados de Vilhena. Na postagem atribuída ao veículo eletrônico, Vieira é chamado de “vagabundo, filho da puta, macaco...”
 
 
Ao folha do sul online, o editor do site, Tony Mont Serrate, explicou que seus perfis no Youtube e no Twitter foram hackeados e estão sendo usados para desferir os ataques racistas contra Paulo Vieira.
 
 
Após mostrar que nem consegue mais acessar seus perfis, Tony criou outra conta e desabafou: “agora estão atacando o meu jornal e a mim também. Mas quero deixar claro que eu jamais faria esse tipo de coisa. Quem me conhece sabe que eu não usaria o meu site, que é meu ganha-pão, para ofender ninguém”.
 
 
Além de registrar uma queixa na polícia e cobrar providências para recuperar seus domínios, o comunicador também gravou um vídeo para dar detalhes do episódio.
 
 
A publicação do humorista que desabafou nas redes sociais contra os agressores já atingiu mais de 2,3 milhões de visualizações.
 
 
CLIQUE AQUI e assista o vídeo gravado pelo vilhenense.
Direito ao esquecimento
Como você avalia a gestão do prefeito Edilson Alencar em Presidente Médici?
Você acredita que pets deveriam ser permitidos em praças de alimentação?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS