CANDEIAS DO JAMARI: Artistas, autistas e possíveis crimes eleitorais

Candeias detém o recorde estadual de ser onde mais se cassa prefeitos

CANDEIAS DO JAMARI: Artistas, autistas e possíveis crimes eleitorais

Foto: Ilustrativa/ Reprodução da Internet

No próximo domingo a comunidade do munícipio de Candeias do Jamari vai às urnas para eleger novo prefeito e vice para mandato complementar até o final de dezembro próximo, pois os eleitos em 2020 tiveram seus mandatos cassados pela Câmara Municipal de Vereadores local.
 
Candeias detém o recorde estadual de ser onde mais se cassa prefeitos, podendo também ser o recordista nacional nesse trágico quesito. 
Além de vários alcaides cassados, não podemos esquecer do tenebroso caso do finado prefeito Chico Pernambuco, caçado a tiros no exercício do mandato. 
 
Esse entra e sai de prefeitos causa imensuráveis danos à sofrida população local. 
 
Para quem achava que as coisas iriam tomar rumo novo naquelas bandas, um polêmico vídeo do Dep. Estadual Delegado Camargo declarando apoio ao candidato Lindomar Garçom pode reabrir mais um período de crise institucional local, caso Garçom triunfe nas urnas.
 
O vídeo de propaganda eleitoral trás o deputado Camargo juntamente com Garçom prometendo quinhentos mil reais de emendas parlamentares para atendimento aos portadores de autismo, condicionado à vitória de Garçom.
 
O ato do Dep Camargo já mereceria repúdio somente pelo fato de usar a causa autista para turbinar eleitoralmente seu afilhado político com os votos daquelas sofridas famílias. 
 
A causa do apoio aos autistas e suas famílias não podem ser objeto de uso político, ainda mais se tratando de promessa a ser cumprida com recursos públicos.  
 
Isso se configura, ao menos, crime por compra de voto, enquadrado nas vedações eleitorais vigentes. 
 
O comportamento do parlamentar estadual é absurdo, próprio  de quem se apoia no discurso vazio de defesa de Deus, Pátria e Família, chavão usado pelo “Movimento Integralista” de Plínio Salgado, ativo no Brasil nas décadas iniciais do século XX, inspirado nos regimes totalitários de Hitler (Alemanha) e Mussolini (Itália), promotores da Segunda Guerra Mundial, entre os anos de 1938 e 1945.
 
Além de desvio moral e ético quanto a causa dos autistas, Camargo e Garçom promovem evidente abuso de poder político e econômico, causando desequilíbrio entre aqueles que concorrem ao mesmo cargo.
 
É obvio que o citado deputado pode apoiar o candidato de seu partido e se comprometer em apoiá-lo caso eleito, mas oferecer dinheiro público condicionado a resultado eleitoral é crime, fato que o Delegado Deputado deveria saber de ofício. 
 
A atitude do parlamentar estadual é no mínimo passível de representação junto à Assembleia Legislativa de Rondônia por falta de decoro parlamentar. 
Por sua vez, Lindormar, ex-prefeito local, com vários mandatos de deputado federal no currículo, é o grande favorito ao pleito que se avizinha, mas a atitude de seu estabanado padrinho, com sua aquiescência, poderá lhe render uma penca de ações eleitorais pedindo a cassação de seu eventual mandato antes mesmo das urnas se fecharem.
Direito ao esquecimento
Como você avalia a gestão do prefeito Armando em Seringueiras?
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ouro Preto do Oeste tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS