VANDALISMO: Incêndio na estátua da Havan completa três meses; PC segue nas investigações

Duas mulheres em uma motocicleta Honda Biz teriam participado do crime e fugiram na contramão da Jorge Teixeira, entrando pela Rua Tiradentes

VANDALISMO: Incêndio na estátua da Havan completa três meses; PC segue nas investigações

Foto: Richard Nunes /Rondoniaovivo

Três meses se completaram na data de ontem (14) do incêndio criminoso na réplica da Estátua da Liberdade, da loja Havan na Avenida Jorge Teixeira com Rua Tiradentes, em Porto Velho (RO)
 
A Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Contra o Patrimônio, sob o comando do delegado Daniel Braga, segue com as investigações e pede ajuda da população através de denúncias anônimas.
 
O incêndio, filmado por câmeras de monitoramento, aconteceu na madrugada do dia 14 de dezembro do ano passado.
 
Duas mulheres em uma motocicleta Honda Biz teriam participado do crime e fugiram na contramão da Jorge Teixeira, entrando pela Rua Tiradentes.
 
Mesmo com o dono da loja, Luciano Hang, oferecendo recompensa de R$ 100 mil à quem repassasse informações sobre as autoras do crime, até o momento nenhuma denúncia chegou aos  policiais. Um empresário de Ji-Paraná também teria oferecido mais R$ 50 mil de incentivo para que denúncias fossem realizadas, mas até o momento sem sucesso.
 
Quem tiver algum indicativo sobre as identidades das mulheres e os paradeiros delas pode ligar anonimamente no número 197 da Polícia Civil.
Direito ao esquecimento
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ji-Paraná tem sua preferência?
Como você avalia a gestão do prefeito Cornelio em São Miguel do Guaporé?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS