NOJ3NT0: Rondônia tem aumento de 61,28% em casos de 3stupr0, indica pesquisa

Estado tem quase triplo do segundo colocado (Pará) e terceiro (Mato Grosso do Sul); não bastasse isso, ainda tem a maior taxa do país por 100 mil habitantes

NOJ3NT0: Rondônia tem aumento de 61,28% em casos de 3stupr0, indica pesquisa

Foto: Divulgação/Polícia Civil - DF

Já não bastasse ser um dos líderes em agressões contra mulheres, feminicídios e mortes de gays e transexuais, Rondônia agora tem mais um vexame a ser observado pelas autoridades de segurança pública: um aumento de 61,28% nos casos de estupro, somente entre 2022 e 2023.

 

O estado tem quase o triplo do índice de aumento do segundo colocado (Pará) e Mato Grosso do Sul (em terceiro).

 

Quando se usa uma lente de aumento dos dados do Sistema Nacional de Estatísticas da Segurança Pública – Validador de Dados Estatísticos (Sinesp – VDE), o título de primeiro lugar ainda fica mais vergonhoso: Rondônia é o estado com a maior taxa por 100 mil habitantes, com 110,36 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, seguido do Mato Grosso do Sul, com 97,97.

 

Três estados registraram um aumento no número de casos de estupro no último ano em relação a 2022: Rondônia teve um acréscimo de 61,28%, enquanto Pará e Mato Grosso do Sul apresentaram aumentos de 22,85% e 22,55%, respectivamente.

 

Por outro lado, 13 estados apresentaram uma redução no número de casos de estupro no Brasil ao comparar os anos de 2022 e 2023, contrariando a tendência dos últimos três anos.

 

Destacam-se Maranhão, com uma redução de 46,92%, Amapá, com 32,68% de redução, e Acre, com 31,11% de redução.

 

 

Detalhes

 

No quadro estadual, as três unidades federativas que lideraram os números absolutos de estupros no país foram: São Paulo que contabilizou 15.536 estupros (19,24% do total), seguido pelo Paraná com 7.485 casos (9,27% do total) e Pará com 5.592 (6,92% do total).

 

Em contraponto, os estados que apresentaram a menor quantidade de vítimas são: Amapá com 484 casos (0,60% do total), Acre, com 507 (0,63% do total) e Roraima, com 573(0,71% do total). A menor taxa pertence à Paraíba, 14,47, seguida de Minas Gerais, com 23,95 e Ceará, com 24,23.

 

Norte

 

Quando se passa à análise do recorte das taxas por região, verificou-se que a maior taxa do país foi registrada na Região Norte com 62,37 casos por 100 mil habitantes e um total de 10.825 vítimas desse crime.

 

No entanto, apesar da região Norte apresentar a maior taxa de casos de estupro do país, a maior concentração desse crime está na Região Sudeste, que registrou 34,16% de vítimas, seguida da Região Sul, com 20,66% dos casos.

 

A menor taxa de estupros do país foi registrada na Região Nordeste, com 28,78 casos para cada 100 mil habitantes. Vale ressaltar que, em números absolutos, a menor concentração se encontra no Centro-Oeste do país, 12,30% dos casos.

Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Aldo Júlio em Rolim de Moura?
Qual pré-candidato à Prefeitura deAriquemes tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS