CHRSÓSTOMO: Deputado assegura benefícios em diversas áreas da saúde e assistência social

O parlamentar pontuou os quase R$ 106 Milhões de reais para o estado e deu destaque ao bem estar familiar na saúde

CHRSÓSTOMO: Deputado assegura benefícios em diversas áreas da saúde e assistência social

Foto: Assessoria

O deputado federal Coronel Chrisóstomo (PL/RO) apresentou uma indicação para a saúde do Estado de Rondônia. A proposição das emendas tem como base o compromisso do parlamentar com o aprimoramento da oferta de cirurgias eletivas, através dos serviços de saúde oferecidos à população pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
 
“A garantia de acesso às cirurgias eletivas e os cuidados de saúde especializados principalmente perto de casa e de forma continuada é essencial para população. Nossa proposta não visa somente atender ao dever constitucional previsto de assegurar o direito à saúde, mas também reafirma nosso compromisso com a dignidade e o bem-estar do nosso povo em Rondônia”, afirmou Coronel Chrisóstomo (PL/RO).
 
Em toda ação e força de trabalho empenhada pelo parlamentar para distribuir recursos para Rondônia, já foram indicados quase R$ 106 milhões de reais em emendas destinadas à saúde. Todos os recursos serão revertidos em melhoria de atendimentos, e alcançar prioritariamente mais de 150 mil pessoas nos municípios indicados como Vilhena, Alta Floresta, Ji-Paraná, Alto Alegre, Ariquemes, Buritis, Espigão do Oeste, Rolim de Moura e na capital Porto Velho.
 
Essa medida tem como objetivo aumentar a realização de cirurgias eletivas, aumentar a quantidade de atendimento em mais especialidades bem como, aumentar a contratação de médicos qualificados para atender as necessidades territoriais específicas. A exemplo de JiParaná, o segundo maior município de Rondônia, onde foram indicado a necessidade de mais de R$ 3,5 milhões de reais para suprir as necessidades em saúde da população. O despreparo no sistema hospitalar do município para a realização de cirurgias e a falta de um profissional especialista na região, obriga que os pacientes procurem atendimento em outras cidades próximas ou na capital do estado, o que acaba gerando colapso e sobrecarregando o sistema de saúde da região como um todo.
 
De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), em pesquisa verificada de janeiro de 2024, atualmente Rondônia tem 4.449 médicos ativos para uma população de 1.581.016 habitantes, colocando o estado entre os cinco com menor número de médicos em todo o Brasil. Os dados são parte da pesquisa "Demografia Médica".
Direito ao esquecimento
Como você classifica os serviços da Energisa?
Como você classifica a gestão do prefeito Hildon Chaves em Porto Velho?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS