TERCEIRA IDADE: Responsáveis por 15% dos turistas no país, idosos tem benefícios

veja serviços ofertados à “Melhor Idade” na hora de desbravar o país

TERCEIRA IDADE: Responsáveis por 15% dos turistas no país, idosos tem benefícios

Foto: Divulgação

 

Viajar após os 60 anos tem se tornado realidade para boa parte dos idosos no país. Seja para visitar algum parente, conhecer novos destinos ou cuidar do seu bem-estar, este público tem buscado aproveitar bem cada momento da “Melhor Idade” pelos atrativos nacionais. Juntos, eles respondem por cerca de 15% dos turistas domésticos e 10% dos internacionais e possuem alguns direitos que os beneficiam na hora de desfrutar o que há de melhor em nosso país, como mostra a Agência de Notícias do Turismo em alusão ao Dia Mundial do Idoso, celebrado no último sábado (01.10).
 
Entre os direitos previstos no Estatuto do Idoso está a gratuidade e o desconto no valor das passagens rodoviárias. O primeiro é limitado a duas vagas em todos os horários de cada veículo do serviço convencional de transporte interestadual de passageiros. Já o segundo está assegurado para os demais assentos, não havendo quantidade definida. Estes benefícios podem ser solicitados no guichê próprio da empresa localizado nos terminais rodoviários e nas agências de venda de passagens, com documento pessoal original com foto e comprovante de renda igual ou inferior a dois salários-mínimos.
 
Ao contrário do que acontece com os ônibus interestaduais, ainda não há lei que garanta gratuidade ou desconto para este público. Apesar disso, eles podem solicitar um auxílio para a locomoção dentro dos aeroportos, observando o prazo e como cada empresa atua nesse sentido. Mesmo que o idoso não use cadeira de rodas, por exemplo, as distâncias entre os pontos de embarque podem ser longas e isso facilita muito a viagem na terceira idade. Por fim, recomenda-se ainda andar no corredor do avião em voos de longa duração, ação importante para a circulação sanguínea.
 
Os idosos também possuem descontos de 50% na compra de ingresso para eventos artísticos, culturais, de lazer e esportivos. Além disso, possuem acesso preferencial aos lugares onde são realizados. Para solicitar esse direito, é necessário, na hora da compra, solicitar a meia-entrada e preencher seus dados quando solicitado, como o RG ou outro documento com foto, conforme cada local. Ah, e não esqueça de levar a identidade no dia do evento.
 
ATENDIMENTO - Para ampliar a aprimorar o atendimento às pessoas idosas no setor turístico, o Ministério do Turismo disponibiliza a cartilha “Dicas para atender bem turistas idosos". O documento é composto por informações e orientações para melhorar a qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos viajantes com mais de 60 anos. De acordo com o guia, o tratamento oferecido pelos prestadores de serviço deve ser amável, respeitoso e compreensivo para que estes viajantes sintam-se confortáveis durante a experiência turística. Além disso, os profissionais também devem estar atentos às necessidades especiais de cada viajante para oferecer o auxílio adequado durante as atividades turísticas.
 
O desenvolvimento da infraestrutura necessária para atender os turistas idosos também é descrito na cartilha. A adequação dos meios de hospedagem, restaurantes e atrações turísticas para este público abrange a sinalização com cores fortes, a implantação de barras horizontais para apoio em banheiros e a instalação de rampas e elevadores como alternativas às escadas do local.
Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Suíça nesta segunda-feira (28)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS