PAISAGEM: Nova Escócia é um dos belos destinos do Canadá

Nova Escócia investe no turismo para pessoas negras

PAISAGEM: Nova Escócia é um dos belos destinos do Canadá

Foto: Divulgação

 

O Canadá, país da América do Norte, conhecido pelo seu progressismo e pluralidade cultural, como a liberação da maconha recreativa, políticas públicas para a comunidade LGBTQIA+, entre outros, inova mais uma vez, mas agora em prol dos turistas negros. A Nova Escócia, província canadense, se torna o palco central para esta experiência.
 
A René Boudreau, de 30 anos, é fundadora da Elevate and Explore Black Nova Scotia, a comunidade de viagens e negócios que nasceu em 2019 e visa inspirar o viajante negro a visitar a província, em destinos como Mi'kma'ki e Turtle Island.
 
A história de mais de 400 anos da cultura africana na província da Nova Escócia é rica e ampla, mas segue escondida nas sombras da história canadense e não é amplamente reconhecida por suas contribuições para a diáspora africana. A primeira pessoa negra que chegou ao Canadá foi um africano chamado Mathieu da Costa , entre 1605 e 1608 para ser intérprete para os colonizadores franceses Pierre Dugua De Monts e Samuel de Champlain. Nos últimos quatro séculos, a província abrigou mais de 50 comunidades negras.
 
Com o projeto da Elevate and Explore Black Nova Scotia, que adota uma série de iniciativas de turismo na província, a história está mudando, fomentando o turismo negro e um resgate histórico da Nova Escócia e suas atrações. 
 
Em seu site, o projeto compila pontos turísticos e atrações, empreendimentos de gastronomia, roupas, cosméticos, presentes, utensílios, lembranças e até Airbnb, que têm à frente pessoas negras. Além de realizar eventos e experiências, como um retiro, um cruzeiro e um tour de bicicleta.
 
 
 
 
 
Na história dos negros canadenses, um destino se destaca: Africville , fundado em 1849 e destruído em 1970. O destino era uma comunidade unida e próspera, com uma escola, empresas, correios e a igreja. Embora fosse em grande parte autossuficiente, a cidade de Halifax se recusou a fornecer as muitas comodidades básicas, como esgoto, acesso à água limpa e coleta de lixo.
 
Com o tempo, iniciativas foram desenvolvidas para que o bairro parecesse menos desejável, incluindo a construção de um hospital de doenças infecciosas, uma prisão e o aterro sanitário da cidade nas proximidades, fazendo com que a comunidade acabasse para receber comércios e prédios, e os moradores precisassem mudar de local.
 
Hoje, só há um parque com vista para uma ponte suspensa e uma réplica da Igreja Batista Unida Africana, que já foi o coração social da comunidade. O edifício da igreja abriga agora o Museu Africville , que explora a história da comunidade africana nova-escocesa.
 
Todavia, com a dispersão dos moradores, muitos negros foram para outros locais da Nova Escócia, como Mi'kma'ki e Turtle Island. Por isso, a necessidade do projeto.
 
Mulgrave Park Murals
 
 
Uma galeria de arte pública ao ar livre, o Mulgrave Park Murals foi uma criação de Jeremy Williams, um residente do parque. Seu projeto 'Paint the Park' começou como um memorial para um amigo que ele perdeu, Tyler Richards e desde então se transformou em uma maneira de refletir o espírito do parque para a comunidade. Mais de 15 murais e instalações de arte pública podem ser encontrados em todo o parque, pintadas por artistas internacionais e locais.
 
Mahone Bay
 
 
Uma das cidades mais bonitas do Canadá, Mahone Bay é conhecida por sua cultura de vela, três igrejas fotogênicas e deliciosas padarias. A apenas cerca de uma hora do centro de Halifax, esta cidade na costa sul da Nova Escócia é um destino obrigatório para quem gosta de gastronomia e experiência turísticas.
 
Halifax Public Gardens
 
 
 
Um belo jardim botânico de estilo vitoriano localizado no coração do distrito comercial mais movimentado a leste de Montreal. Os jardins têm milhares de espécies de flores, árvores e arbustos, inúmeras fontes, um lago e várias pontes, cisnes e um grande coro, onde o turista pode assistir a um espetáculo. É um local popular para fotos de casamento e formatura, os jardins são lindos durante todo o ano, inclusive no inverno, quando apresentam um show de luzes de férias.
 
Lunenburg
 
 
 
A cidade histórica de Lunenburg é um dos dois únicos Patrimônios Mundiais da Unesco na América do Norte. Construído na tradição colonial dos colonizadores dos séculos 18 e 19, os edifícios coloridos de Lunenburg, a história da construção de barcos e a venda de rum são atrações imperdíveis. Uma visita obrigatória também para quem gosta de gastronomia, pois Lunenburg possui restaurantes, cervejarias e cafés.
 
Peggy’s Cove
 
 
É um dos faróis mais fotografados do mundo. Construído em 1915 e situado em uma pitoresca vila de pescadores, o viajante pode explorar a costa rochosa, desfrutar de frutos-do-mar frescos no restaurante no local e visitar as lojas à beira-mar.
 
Direito ao esquecimento

Em quem você votaria para prefeito(a) da capital de Rondônia?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

CONVOCAÇÃO: ASPRECAM

Loteamento Jardim Royal

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS