EM GUAJARÁ-MIRIM: Governo e Sejus ‘abafam’ nova fuga do sistema prisional em Rondônia

Até o momento, dos nove fugitivos, seis foram recapturados e outros três seguem foragidos; saiba os nomes e as fotos

EM GUAJARÁ-MIRIM: Governo e Sejus ‘abafam’ nova fuga do sistema prisional em Rondônia

Foto: Júnior Freitas

O Governo do Estado e a Secretaria Estadual de Justiça (Sejus), responsável pela administração do sistema prisional de Rondônia, até o momento não confirmaram nem desmentiram uma fuga em massa ocorrida entre a madrugada do dia 11 e 12 de abril (quinta para sexta-feira), no presídio masculino de Guajará-Mirim. As informações foram confirmadas pelo Rondoniaovivo com relatório de segurança da unidade, além do acesso ao boletim de ocorrência.

 

Segundo policiais penais que trabalham na unidade prisional, a fuga utiliza o mesmo sistema de outras já noticiadas pelo Rondoniaovivo: os presos utilizam lâminas de barbear para serrarem as grades e conseguirem fugir.

 

Imagens das grades serradas em Guajará-Mirim - Foto: Arquivo Pessoal

 

“Serraram primeiramente a bigorna, que é a porta de entrada das celas. Depois, também cortaram as grades para acessar a área do banho de sol. E, por fim, também serraram as grades da quadra do banho de sol e ‘ganharam as ruas’. No total, fugiram nove detentos, onde seis foram recapturados e três seguem foragidos”, disse uma fonte ao jornal eletrônico.

 

Ela ainda completa e teme represálias: “Eram presos do pavilhão C, todos de alta periculosidade. Eles conseguiram escalar para fora da estrutura prisional e consumar a fuga. Importante destacar o empenho dos policiais penais e policiais militares em um grande esforço conseguiram recapturar parte desses, mas três seguem foragidos”.

 

 

Veja os três presidiários que seguem foragidos:

 

- Osvanildo Souza de Oliveira, 29 anos.

 

- Cristiano Rodrigues dos Santos, 38 anos.

 

- Chirley Dantas de Melo, 31 anos.

 

 

Sem informações

 

Enquanto isso, o Governo do Estado, a Secretaria de Segurança Pública (Sesdec) e a Sejus continuam omitindo informações para a imprensa e a população sobre essa fuga e outras. De igual forma, não se sabe nenhum detalhe oficial sobre os trabalhos de recaptura dos bandidos de altíssima periculosidade.

 

 

“É muito estranho ninguém do Governo nem da Sejus, muito menos da Sesdec de se pronunciarem. Não divulgam para a sociedade quem fugiu, nem os detalhes e a fragilidade dos presídios, ou seja, o cidadão fica vulnerável, sem nem saber a ‘cara’ dos bandidos! Isso é inaceitável! Ainda bem que temos a imprensa para nos ajudar nessa tarefa”, observou um outro policial penal que trabalha na cadeia de Guajará-Mirim e não quis se identificar.

 

Punição injusta

 

E esse policial termina o desabafo: “Somos duramente punidos se passarmos qualquer informação. É complicado, porquê queremos que a população saiba quem fugiu. É um direito do cidadão rondoniense se proteger”.

 

Apetrechos utilizados por criminosos em fugas se tornaram comuns em Rondônia, como lâminas de barbear amarradas em palitos de picolé - Foto: Divulgação/Policiais Penais

 

Esclarecimentos

 

Após a publicação da matéria, às 09h43 desta segunda-feira (15), a assessoria da Sejus enviou a seguinte nota:

 

A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), informa que na noite da quinta-feira (11), 04 presos fugiram da Casa de Detenção Masculina de Guajará-Mirim. Destes, um foi recapturado na tarde da sexta-feira (12).

 

As circunstâncias do ocorrido seguem em investigação pela Corregedoria da Sejus, equipe de Inteligência e Diretoria-Geral da Polícia Penal, com as demais forças de segurança do Estado, prontamente acionadas para apuração dos fatos e recaptura dos foragidos.

 

A Secretaria de Comunicação do Governo do Estado (Secom) ainda esclareceu que “10 apenados tentaram fugir. No momento da ação 6 foram impedidos, e 4 fugiram, sendo que 1 já foi recapturado. Não fugiram 10, como o policial penal disse”.

 

Para qualquer informação, a população deve entrar em contato com 190 - Polícia Militar ou 197 - Polícia Civil.

Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Aldo Júlio em Rolim de Moura?
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ariquemes tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS