ESPAÇO ABERTO: Vereadores de Jaru aprovam criação de Gabinete Militar para proteger prefeito e família

ESPAÇO ABERTO: Vereadores de Jaru aprovam criação de Gabinete Militar para proteger prefeito e família

Foto: Divulgação

 
PIADA
 
Quando eu escrevo me referindo a cidade fictícia de Sucupira, obra espetacular de Dias Gomes, é sempre com a intenção de comparar bizarrices da ficção com a realidade que nos cerca.
 
PROJETO
 
No pequeno município de Jaru, a 270 km de Porto Velho, a câmara de vereadores aprovou na segunda-feira(08() projeto do Executivo solicitando a criação de  gabinete militar. Diz o projeto que a medida é para proteção do Chefe do Executivo e seus familiares.
 
 
PROTEÇÃO
 
O objetivo do novo departamento, com status de Secretaria, é deixar o prefeito mais seguro frente ao aumento desordenado da violência. Poderão compor a pasta militares da ativa e reserva.
 
CUSTO
 
O Projeto de Lei Nº 3.559, de 05 de agosto de 2022, de Autoria do Poder Executivo vai custar aos cofres do município, a bagatela de mais de R$ 870 mil reais por ano.
 
ESTRUTURA
 
O novo setor terá um Chefe de Gabinete Militar, com salário mensal de R$ 10.890,00. Por ano isso representa mais de R$ 145.000,00.
 
 
APOIO 
 
O  chefe militar terá direito a nove assessores com salário de R$ 6.050,00 por mês. Gasto mensal de R$ 54.450,00 e anual de R$ 725.818,50.
 
MAIORIA
 
O projeto passou sossegado na câmara com 12 votos a favor. Apenas a vereadora Sol de Verão e o vereador Romário Gomes votaram contra. Justificaram que a cidade de Jaru é pacata, com índice muito pequeno de delitos e que desde o século passado, não existe registro de atentado contra qualquer gestor municipal ou bem público.
 
 
OCORRÊNCIAS
 
A Secretaria de Segurança de Rondônia tem uma plataforma chamada de Observatório Digital, onde constam todos os tipos de ocorrências no Estado. Jaru teve 04 mortes violentas entre janeiro e julho desde ano. A plataforma capenga, não pontua o tipo de ocorrência que resultou nos crimes.
 
OUTRO LADO
 
O prefeito de Jaru, João Gonçalves, prometeu entrar em contato com a coluna para explicar o projeto. Não o fez até o fechamento da edição.
 
 
CASSOL
 
O ex-governador Ivo Cassol (PP), candidato ao governo do Estado, terá de comprovar ao Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO), dentro de três dias, a existência de inegibilidade.
 
CASSOL 2
 
O prazo para apresentação dos documentos à Justiça Eleitoral  passa a contar partir desta quarta-feira (10) e foi estabelecido, por meio de intimação, pelo juiz Ênio Salvador, responsável pela análise dos documentos e homologação dos registros de candidatos junto a Justiça Eleitoral.
 
OUTRO LADO
 
O advogado de Ivo Cassol , Juacy Loura, informou que o MP recorreu da decisão liminar fazendo o papel  que lhe compete. Juacy destaca que o Relator, se não mudar a decisão monocrática, leva para a turma quando quiser.
 
NÃO QUER
 
Uma Estudante de literatura em Viena e descendente dos fundadores da Basf, empresa química multinacional com receita de 78 bilhões de euros não está interessada na herança de família.
 
FICARIA TRISTE
 
A austríaca Marlene Engelhorn, 30, decidiu que vai rejeitar 90% de uma herança de 4,2 bilhões de euros (equivalente a R$ 21,9 bilhões) por acreditar que a renda pela qual não trabalhou não a faria feliz.
 
 
DIREITOS IGUAIS
 
A jovem, que faz parte da organização Milionários Pela Humanidade, grupo que defende que os super-ricos sejam "taxados da mesma forma que os trabalhadores", receberá o dinheiro quando a avó dela, Traudl Engelhorn-Vechiatto, morrer.
 
TESTAMENTO
 
Quando o desejo da mulher de 95 anos foi revelado, a herdeira deixou pública a sua intenção. "Quando o anúncio foi feito, eu percebi que não poderia ser realmente feliz. Pensei comigo mesma: Algo está errado", disse a mulher em entrevista ao jornal austríaco  Der Standard.
 
NÃO PONDEROU
 
Questionada sobre o que a avó dela pensou quando ela fez o anúncio, a mulher afirmou que a idosa "deu uma liberdade enorme de fazer o que quisesse".
 
POPULARIDADE
 
A declaração, considerada "polêmica", projetou o nome da bilionária na imprensa internacional e fez com que ela concedesse outras entrevistas falando sobre taxar os mais ricos.
 
PRÊMIO
 
"Essa não é uma questão de querer, mas uma questão de justiça. Eu não fiz nada para receber esta herança. Foi pura sorte na loteria do nascimento. Uma coincidência", afirmou em entrevista ao canal austríaco ORF2.
 
SEM PLANOS
 
Na ocasião, ela também afirmou que ainda não sabe o que vai fazer com o dinheiro e chamou alguns atos de benevolência anunciados por "super ricos" como "neofeudalismo" disfarçado de caridade, já que eles, mesmo ao se desprenderem das suas riquezas, têm o poder de decidir para onde elas serão enviadas.
 
APLICATIVO
 
Dados levantados pela Energisa mostram que cerca de 86% dos contatos dos clientes de Rondônia para solicitação de serviços acontecem em ambiente digital. Os números acompanham a tendência mundial, na qual o uso de ferramentas digitais facilita a interação entre consumidor e empresa. 
 
 
UM TERÇO
 
Segundo o coordenador de atendimento da Energisa no estado, Wannuty de Almeida Nobre, o aplicativo da empresa é o mais utilizado, sendo responsável por cerca de 32% dos atendimentos no primeiro semestre desse ano.
 
OPÇÕES
 
 A empresa oferece três plataformas digitais de atendimento ao cliente (site, whatsapp e aplicativo) que, juntas, somam quase três milhões de interações de janeiro a julho desse ano.
 
FACILIDADE
 
Todos os sistemas são automatizados e com poucos comandos os clientes conseguem emitir segunda via, parcelar contas e até solicitar uma nova ligação de energia.  
 
ZAP
 
A opção de envio do código por WhatsApp ou e-mail facilita o acesso aos clientes, especialmente para os que residem em áreas rurais, onde há pouco sinal de telefonia, mas a internet funciona bem.
 
 
SERVIÇOS
 
Aplicativo Energisa ON; Agência Digital; Atendente Virtual Gisa (www.gisa.energisa.com.br). Importante destacar que essas opções digitais oferecidas pela Energisa diminuíram consideravelmente a busca por soluções via telefone, que normalmente demoravam além da conta e aborreciam os clientes.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

M P S Mendes LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS