ARTES: Programação artístico-cultural beneficiando 21cidades de RO inicia nesta terça

A atividade, promovida pelo Sesc-RO, inicia por Urupá e encerra dia 21/10, em Candeias do Jamari

ARTES: Programação artístico-cultural beneficiando 21cidades de RO inicia nesta terça

Foto: Divulgação

O Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE de Rondônia, por meio do Sesc/RO, reafirmando seu objetivo de integração, inclusão social e fomentador da cultura regional, realiza a partir do dia 04 outubro a 2ª etapa do projeto de circulação cultural que estabelece uma conexão de programações artísticas entre todas as cidades do estado de Rondônia. Intitulado Sesc 52, o projeto viabiliza o acesso da população de cada cidade com a produção artística de forma diversificada, por meio da oferta de produtos culturais regionais.

 

Corroborando com o compromisso do Sesc Rondônia em democratizar o acesso à cultura de forma qualitativa aos trabalhadores do comércio, a iniciativa promove a circulação com apresentações de teatro, música, literatura, exibições de filmes, exposição de artes visuais e de literatura, além da biblioteca volante – por meio do Bibliosesc. A primeira etapa ocorreu de 07 de junho a 07 de julho de 2022, atingindo uma estimativa de 5.400 pessoas em 30 cidades.

 

“É com muita satisfação que anunciamos a segunda etapa do Sesc 52, um projeto que promove o acesso às diversas formas de expressão artístico-cultural, por meio de um recorte da nossa identidade, para todos os municípios de Rondônia. Agradecemos à população que confia em nosso trabalho e aos empresários que também foram responsáveis por tornarem essa circulação possível”, comenta o Presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE de Rondônia, Raniery Araújo Coelho.

 

Neste segundo e último momento, a circulação acontece de 04 a 24 de outubro, começando por Urupá e finalizando as apresentações em Candeias do Jamari, completando as 21 cidades programadas no calendário.

 

ESPETÁCULO BARILONGA XOU

 

No espetáculo circense “Barilonga Xou”, as atrizes Amanara Brandão e Flávia Diniz dão vida às palhaças Milonga e Barina, que apresentam seu “xou” (show) de diversidades, desenvolvendo números clássicos das palhaçarias circense e teatral, malabarismo, números musicais, de dança e acrobacias – demonstrando as habilidades em um jogo cênico envolvente, enquanto contam uma das suas histórias ambientadas às margens de rios amazônicos.

 

Ficha Técnica

Atuação, criação, dramaturgia e produção: Amanara Brandão Lube

Atuação e criação: Flávia Diniz

Costureira: Marcly Ramos

Fotógrafo: Édier William 

 

NAVIOLA – UMA FORMA BRASILEIRA DE FAZER ROCK

 

A banda Naviola atua na cidade de Porto Velho desde 2017, estreando em meio ao carnaval, e desde então vêm aos poucos construindo sua história, participando de alguns eventos onde a música autoral consegue se manifestar. A “Nave” (como seus integrantes gostam de chamá-la) já fez seu pouso e seu voo no Festival de Arte e Cultura da Unir, Mostra de Música do Sesc em 2020, concurso de bandas Grego autoral, Rockaut Festival, entre outros. Possui influências do tropicalismo, vanguarda Paulista, Manguebeat, Raul Seixas e muito Rock n’ Roll. A banda vem com a proposta de misturar sons sem compromisso de representar nada além de sua vontade de criar e brincar com a possibilidade das fusões entre os ritmos.

 

O show é uma experiência musical antropofágica, onde os sons nos conectam a essa amálgama que é a cultura brasileira. Efeitos psicodélicos e distorções surgem através da viola guitarra, enquanto a banda executa, com bastante energia, suas canções. A banda se reconhece como uma forma brasileira de fazer rock. Essa é a nave, a Naviola.

 

BIBLIOTECA VOLANTE

 

O projeto BiblioSesc é uma biblioteca móvel que tem por objetivo encurtar a distância entre o leitor e o livro em pontos da cidade onde não há acesso a bibliotecas fixas. Tem como foco o atendimento ao Trabalhador do Comércio, seus dependentes e a comunidade em geral. No projeto Sesc 52, o Bibliosesc atenderá com espaço de leitura, contação de histórias com fantoches e exposição Portinari.

 

EXPOSIÇÃO DE ARTES: PORTINARI – O BAUZINHO DO PINTOR

 

A exposição propõe reflexões e conhecimento sobre a obra do pintor brasileiro Candido Portinari (1903-1962), em uma proposta que explora a interdisciplinaridade. As experiências Geradas por meio da exposição têm como objetivo auxiliar no desenvolvimento do olhar estético e do senso crítico dos visitantes.

 

EXPOISÃO DE LITERATURA - PAULO LEMINSKI

 

A exposição conta com 16 ilustrações produzidas pelo artista plástico Fabio Dudas, que retratam a vida e a obra do escritor paranaense Paulo Leminski (1944–1989). Por meio da pintura, as obras dão materialidade e interpretação aos poemas de um dos mais importantes escritores brasileiros.

 

CINEMA - DO VERDE AO BARRO

 

Uma família embarca numa viagem em busca de uma nova vida. É na comunidade de Nazaré que constroem uma relação de afeto, respeito e amor com a Amazônia. Em diferentes fases, a jornada de uma família muda conforme as águas de um rio.

 

A INACREDITÁVEL HISTÓRIA DO MILHO GIGANTE

 

Uma pequena formiga encontra, no meio do mato, um milho gigante que ela não consegue carregar sozinha. De passagem por ali, o Tamanduá se oferece para cuidar do alimento enquanto ela busca ajuda dos familiares. E agora? A formiga confiará no seu maior predador? Inspirado em poema homônimo, “A inacreditável história do milho gigante” é uma fábula contemporânea em forma de um divertido filme de animação, com um final surpreendente.

 

Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Suíça nesta segunda-feira (28)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

MS Teixeira Comercial

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS